A vida de Luciano Huck e de sua família praticamente foi por água abaixo, quando em 2015, a família dele foi vítima de um grave acidente aéreo. A situação foi exposta, novamente, nessa semana, pois a esposa do dono do 'Caldeirão', Angélica, deu uma polêmica entrevista ao programa de saúde 'Bem Estar'. Ao matinal, a loira com pinta na perna disse que, após o avião onde estava ter que fazer um pouso forçado e se espatifado no chão, ela acabou desenvolvendo a chamada 'Síndrome do Pânico'. Isso fez com que a loira se afastasse das pessoas que mais ama, inclusive, do marido e dos filhos, que são Eva, Joaquim e Benício. Na entrevista dada ao 'Bem Estar', Angélica disse que recorreu à meditação para tirar esse sentimento dela.

Publicidade
Publicidade

De acordo com a comunicadora, ela acha que isso foi desencadeado do acidente. A mulher que teve que substituir Xuxa Meneghel no 'Clube da Criança', da extinta TV Manchete, alegou que acredita que o acidente mexeu com ela e que isso para ela é um pânico sem sim. Angélica lembra os segundos da queda da aeronave várias vezes ao dia. Ela chegou a ser levada, na época para um hospital, pois havia suspeitas de que ela teria fraturado a bacia. “Eu sentia umas palpitações, tinha medos de algumas coisas, de sair e ficar sozinha em alguns lugares. Era incontrolável", disse a comunicadora. A loira ainda disse que em sua cabeça, em termos racionais, não vê o menor problema, mas sabe que o seu pensamento não tem lógica.

Possível processo de Luciano Huck contra piloto

Angélica diz que isso mexeu muito com ela e até com seu casamento.

Publicidade

Abalado, Luciano Huck, dois anos depois do acontecimento, pode tomar uma ação sem precedentes. É o que diz em sua coluna a jornalista Keila Jimenez, do portal de notícias R7. Segundo a repórter, após a verdade sobre o caso ser exposto, os advogados do comunicador o contactaram e o questionaram se não seria melhor entrar com um processo contra o piloto e também contra a empresa de táxi aéreo que fez a viagem que quase acabou em tragédia.

Os advogados lembraram que Huck, sua família e as babás tem esse direito, já que a Aeronáutica confirmou que houve sim uma imperícia dos fatos. Huck ainda não se pronunciou se vai mesmo processar o piloto um dia chamado de herói, ou a empresa que o contratou para o fatídico momento que acontece em Mato Grosso do Sul.

E você, acha que ele deve mesmo ir à justiça por conta do caso? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas relevantes. #Famosos