O #Goleiro Bruno retornou novamente à #Prisão nessa semana, após o Supremo Tribunal Federal ter declarado um mandado de prisão para o jogador. Tal como informa o site “Notícias ao Minuto”, dessa vez, Bruno está vivendo sozinho em uma cela que, devido às suas reduzidas dimensões, 4,5 metros por 4,5 metros, está provocando muita polêmica. Além disso, nesse espaço minúsculo, o novo prisioneiro da Penitenciária de Três Corações, localizado nas Minas Gerais, apenas tem direito a cama, pia e um vaso sanitário.

Foi com enorme polêmica e revolta que a justiça decidiu libertar o goleiro Bruno depois de no passado ter sido considerado culpado pelo assassinato de sua ex-amante.

Publicidade
Publicidade

Em muito pouco tempo em liberdade, o jogador brasileiro, que antes do crime estava muito perto de ser chamado para a seleção brasileira, conseguiu rapidamente um contrato profissional com o time brasileiro Boa Esporte, tendo até sido alvo de muitos ataques e insultos por parte das torcidas rivais durante os poucos jovens que teve oportunidade de participar.

Com enorme surpresa, a juíza do caso decidiu que Bruno deveria retornar rapidamente à prisão sendo que, como garante o site “Notícias ao Minuto”, o objetivo final é que o prisioneiro possa esta em um regime semi-aberto, ou seja, ter a oportunidade de poder trabalhar e dormir na sua própria casa. Porém, enquanto esse dia não chega, Bruno terá que se arrumar com o pouco espaço que tem disponível para viver na sua cela, completamente sozinho e fazendo lembrar uma solitária.

Nas redes sociais, muitos brasileiros, que até elogiam a decisão das autoridades em colocarem Bruno em uma cela minúscula, afirmam que essa decisão de ele estar completamente isolado pode estar diretamente relacionada com a enorme popularidade que ele e o seu crime tem na mídia brasileira há já mais de cinco anos.

Publicidade

Quanto ao time brasileiro que o contratou, ao que tudo indica, no contrato que as duas partes assinaram estava indicado que, caso Bruno voltasse à prisão, esse vínculo estaria salvaguardando os interesses do clube. Ainda assim, o diretor do Boa Esporte não quer falar sobre o caso, mandando que os jornalistas se tentem informar do caso com o advogado do jogador. Pensam que esse tipo de condições deveriam ser consideradas desumanas? O que acham que vai acontecer com esse caso: Bruno vai mesmo ser condenado a prisão para as próximas décadas? Deixe sua opinião na caixinha de comentários embaixo.