#Marcos Harter, o participante que foi expulso do Big Brother Brasil, compareceu na manhã desta terça-feira (12) à DEAM (Delegacia de Atendimento à Mulher"), em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, afim de prestar depoimento sobre a suspeita de agressão envolvendo Emilly Araújo, com quem viveu um romance conturbado no programa.

Marcos chegou exatamente às 11h em uma van, escoltado por três seguranças. A delegada titular, Viviane Costa Ferreira, é a responsável pelo caso do médico, que foi intimado a depor sobre a suposta agressão durante o programa Big Brother Brasil 17, na rede Globo. A irmã de Marcos, Caroline, chegou mais cedo, acompanhada de uma mulher.

Publicidade
Publicidade

O brother não falou com a imprensa, que lotou o local a fim de uma declaração do médico. Ele entrou direto na delegacia

A diretora da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher do Rio, Marcia Noeli, determinou na manhã de segunda-feira (10) uma investigação de agressão, o que culminou com a expulsão de Marcos do programa no mesmo dia, após a realização de exames médicos de corpo delito em Emilly.

O apresentador do programa, Tiago Leifert, ao fazer o anuncio da expulsão, justificou a decisão justamente pelos indícios de agressão a Emilly, o que é proibido pelas regras do programa. Marcos também vinha apresentando um comportamento agressivo com os outros participantes na reta final do programa. Durante uma briga que aconteceu na madrugada de domingo, ele chegou a encurralar num canto da parede sua companheira Emilly, segurou com força e apontou o dedo na cara da estudante de 20 anos.

Publicidade

Logo após, ela reclamou de dor no pulso e mostrou marcas roxas no braço, causadas por beliscões recebidos de Marcos.

Marcos está confinado em um hotel no Rio de Janeiro, com sua família, recebe apoio da emissora e tratamento psicológico. Muito abalado, não deu entrevistas nem mesmo para a Globo, e fez somente uma nota em suas redes sociais, dizendo que não teve a intenção de machucar sua namorada, e como todo casal, passaram por momentos de alegria, tensão, ansiedade e muita euforia. Pelo carinho que tem por Emilly, jamais teria coragem de machucar física nem emocionalmente a jovem, dizia a nota do médico.

Sobre a expulsão

Tiago Leifert abriu o programa que foi ao ar na segunda-feira dia (10) dizendo: " Recebemos hoje na emissora a delegada ditular da Delegacia Especial de Atendimento À Mulher, a fim de ver as imagens entre o casal Marcos e Emilly, para instaurar um inquérito aprofundado para apurar se houve ou não de fato agressão física" concluiu o apresentador.

Tiago também comentou que a Globo agiu incansavelmente, desde os primeiros indícios de agressão, a fim de tomar a decisão correta e mais justa possível, isso tudo envolveu advogados, especialistas e até psicólogos especializados em agressão. #bbb17