O clima promete esquentar agora fora da casa mais vigiada do Brasil. Vazou na internet um áudio atribuído a Marcos Harter, declarando sua aberta torcida para a finalista Vivian.

O namorado de Emmily foi expulso do Big Brother Brasil (BBB) na última segunda-feira (10), porque brigou com a namorada, agredindo-a psicologicamente e fisicamente. A briga ocorreu justamente em razão de ele ter dito que preferia ver Vivian e não Ieda como uma das três finalistas ao prêmio.

Emmily não gostou nada da opinião do rapaz e tirou satisfações com ele durante uma festa. A discussão foi bastante séria. O rapaz, que tem o dobro da idade de sua parceira, se irritou e perdeu o controle.

Publicidade
Publicidade

Ele acabou encurralando a moça na parede e colocando o dedo em riste em sua cara. Ela ficou acuada e parou de falar na hora.

Em outros momentos ele teria segurado com força seu braço, o que teria deixado marcas na gaúcha, que reclamou bastante. Ela chagou a ser chamada no confessionário para ser informada de que a qualquer momento poderia acusar que estava sendo vítima de violência.

No áudio vazado, o ex BBB teria dado um grito E disse “fica Vivian” e de novo repetiu seu apoio dizendo “Vivian Campeã!”.

Mas a autenticidade do áudio não foi confirmada. Inclusive, foi publicada nesta quarta-feira (12), na página oficial do médico, uma declaração reprovando notícias falsas que andam sendo compartilhadas. Segundo o texto, mentiras estão sendo ditas e atribuídas como palavras de Marcos, de parentes deles e de amigos.

Publicidade

A assessoria do ex participante reitera que tratam-se de boatos e frisa que declarações dele só serão emitidas por meio de perfis oficiais. A mensagem pede ainda para o público não acreditar em qualquer outra mensagem ou áudio. A nota finaliza ressaltando que Marcos está confinado e que tem contato apenas com seus parentes e amigos.

Agressões

Na última quarta-feira (12) o médico foi convocado à depor na Delegacia da Mulher do Rio de Janeiro. Ele esteve em contato com a delegada que foi até os estúdios da Globo solicitar material que comprovaria a violência contra Emmily.

Para a titular, com o material colhido já há evidências suficientes para que ele seja acusado com base na legislação conhecida como Lei da Maria da Penha. Se for mesmo indiciado e condenado, ele pode pegar até três anos de reclusão.

Mas a atitude do médico parece não ter incomodado parte do público feminino, que não está nem aí para a violência contra as mulheres. Ao sair da Delegacia da Mulher, o ex BBB era esperado por várias fãs ávidas em lhe prestar apoio e tirar uma selfie.

#bbb17