Sem dúvida alguma, #Chaves foi e ainda é um dos seriados mais queridos de todo o mundo. Criado por Roberto Gómez Bolaños em abril de 1972, o programa fez parte da infância de muitos e ainda hoje tem o poder de encantar milhões de fãs esparramados pela América Latina.

No Brasil, o seriado é exibido pelo SBT há mais de 30 anos e quando o canal tira o programa do ar por algum motivo, é gerada uma comoção nacional pedindo por sua volta a grade de programação. Chegam a dizer nas redes sociais que tirar o Chaves do SBT é o mesmo que tirar o boi do Canal do Boi.

O fato é que mesmo passando os mesmos episódios de sempre, que sempre repetem, o público ainda é apaixonado pelo programa.

Publicidade
Publicidade

Mas qual seria o segredo de tanto sucesso?

Muitos críticos se questionam, mas não conseguem chegar a um consenso absoluto. Seria o humor simples e até ingênuo que ainda cativa o telespectador? Ou seria a identificação do púbico latino-americano de baixa renda com o garoto pobre e órfão?

Outros mistérios e teorias surgem de vez em quando no universo dos fãs de Chaves. O garoto que vive dentro de um barril é realmente o protagonista da série? Isso é o que todos acreditam, mas, na verdade, a série tinha um outro personagem principal que se destacava entre os demais e fazia com que todo o enredo do roteiro fizesse sentido. Os detalhes sempre estiveram na nossa cara, porém nunca percebemos.

O verdadeiro protagonista do seriado Chaves

O ator Carlos Villagrán, que interpretava o Quico no humorístico, disse em uma recente entrevista que sem Ramón Valdés o programa não teria sido o mesmo e provavelmente não alcançaria tamanho sucesso.

Publicidade

Ramón Valdés fazia o Seu Madruga na série e, de fato, após sua saída, o seriado perdeu tanta audiência que chegou ao fim, virando posteriormente um pequeno quadro do "Programa Chespirito".

Como lembrou Villagrán, o programa sempre tinha o Seu Madruga como personagem central em todas as tramas. Todas as histórias aconteciam devido as conexões do homem desempregado com os outros personagens. Sem Ramón Valdés, a história não seria a mesma.

Seu Madruga como personagem central

Sem Don Ramón, todos os outros personagens estariam soltos na trama. O próprio Chaves, por exemplo, tinha em Seu Madruga a figura de um pai que nunca teve. Por mais que ele sempre brigasse com o garoto, e às vezes dando até uns cascudos, era ele quem dava boas lições e até o abrigava em certas ocasiões.

Quico sempre se safava de castigos de sua mãe colocando a culpa de tudo no Seu Madruga. Já a outra criança da Vila, Chiquinha, ficaria sem pai se não existisse a figura dele no seriado.

O personagem Seu Barriga, apesar de ser o dono da Vila, só estava presente em todos os episódios por justamente cobrar os aluguéis atrasados do Seu Madruga.

Publicidade

Outra personagem que tinha uma ligação muito forte com ele, e com mais ninguém, era a Dona Clotilde, que nutria uma paixão platônica.

Portanto, é fato que o Seu Madruga era o personagem com mais laços com todos os outros personagens e ajudava a mover a história. Após a sua saída da série, Bolaños tentou por diversas vezes substituí-lo, mas sem sucesso.

A primeira tentativa foi com a Dona Neves, avó da Chiquinha. Mais tarde foi a vez do Jaiminho carteiro entrar para a turma. Mas nenhum deles tinham o carisma do Seu Madruga.

Ramón Valdés faleceu em agosto de 1988, aos 64 anos de idade, em decorrência de um câncer no estômago.

E você, caro leitor? O que achou de nossa teoria? #SeuMadruga #Curiosidades