O estilista Ronaldo Ésper foi entrevistado pelo bispo Clodomir Santos, no programa “Fala Que Eu Te Escuto”, exibido nas madrugadas da Record TV, nesta quarta-feira (5). A conversa foi ao vivo e transmitida para todo o Brasil por meio das afiliadas da emissora do bispo Edir Macedo.

Membro da Universal desde 2015, #Ronaldo Ésper sempre foi conhecido por ser estilista e homossexual. Hoje, aos 73 anos, diz não ser mais gay e atribui os anos que viveu como homossexual a uma maldição. Segundo Ésper, a maldição não era familiar, mas de uma pessoa que se achegou a sua família. Ele não quis dizer o nome.

A fala de Ronaldo Ésper repercutiu nas redes sociais.

Publicidade
Publicidade

No Twitter, muitas pessoas comentaram sobre a entrevista do estilista ao bispo Clodomir no “Fala Que Eu Te Escuto”.

Homossexualidade

Ronaldo Ésper afirmou que nunca se assumiu como gay para a sua família, porque nunca foi perguntado sobre isso. Na entrevista, ele deixou claro que não está iniciando campanha contra os homossexuais. “Não quero que pensem que estou iniciando uma cruzada”, disse o estilista, que em alguns momentos se perdeu no que estava falando porque, segundo ele mesmo, estava nervoso.

Publicidade

Há dois anos, quando chegou à Universal – ele frequenta o Templo de Salomão, no Brás –, Ésper passou a acompanhar as pregações e percebeu que teria que abandonar a prática homossexual, e assim o fez.

Um telespectador perguntou a ele se há um sonho de montar uma família. Ésper afirmou que não porque já está velho. “Milagres acontecem”, rebateu o bispo Clodomir.

Segundo Ésper, o mundo moderno prega a cultura e faz apologia ao #homossexualismo. "Não gostaria de ter um filho homossexual", disse. Para ele, não é fácil ser gay e este é motivo de ele não querer ter um filho homossexual.

Críticas

Um dos internautas que mandou mensagem ao programa afirmou que as pessoas que elogiavam Ronaldo Ésper passariam a criticá-lo. O estilista discordou. “Não acho. Me criticar por quê? No máximo vão falar que eu costuro mal. Não podem falar mais que eu sou um péssimo homossexual porque eu não sou”, brincou.

No fim da entrevista, ele reafirmou que não está fazendo cruzada contra o homossexualismo e convidou os gays a irem à Igreja Universal do Reino de Deus para conhecer.