No domingo, 9, não se falou em outra coisa que não fosse o comportamento abusivo de Marcos, no Big Brother Brasil 17. O médico cirurgião gritou, apertou, beliscou, encurralou a moça na parede para brigar com ela e até bateu sua cabeça no chão, enquanto estava deitado sobre a namorada, no gramado.

As imagens revoltaram até quem não gosta da sister e torce por outro participante do BBB. Pela internet, famosos e anônimos fizeram uma campanha pela expulsão do brother, mas durante o programa ao vivo, a TV Globo não tomou nenhuma providência e a eliminada do Paredão extra, foi Marinalva.

Logo após a inércia da emissora diante da violência cometida por Marcos, novos apelos surgiram na internet, acusando a emissora de apoiar a violência e de ser hipócrita, pois há poucos dias, fez um grande sensacionalismo ao expor o caso de um funcionário da empresa, o ator José Mayer, mas não tomou uma atitude sobre o participante do reality show de maior audiência da TV brasileira.

Publicidade
Publicidade

Família deixa de apoiar o casal

Até a noite de sábado, 8, era possível ver publicações da irmã de Emilly, Mayla, torcendo por Marcos e incentivando os seguidores a votarem em Marinalva. Entretanto, assim que imagens das agressões foram divulgadas, o posicionamento de Mayla, seu pai e o restante da família, mudou.

Mayla informou que seu pai já procurou a produção do BBB 17, para pedir que a emissora tome uma atitude, quanto ao comportamento de Marcos. A moça disse que a família está devastada com as imagens que viram. Também deixou claro que o comportamento de Marcos chegou em um limite, e que não podem mais tolerar tamanho abuso contra Emilly.

A TV Globo informou que já conversou, separadamente, com Marcos e com Emilly, sobre os desentendimentos do casal e que estão preocupados com o que tem acontecido.

Publicidade

Entretanto, não anunciaram nenhuma medida, apenas deixaram sob a responsabilidade de Emilly, que venha a pedir ajuda para a produção, caso se sinta ameaçada.

Marcos pode ter problemas com a justiça

Como a violência sofrida por Emilly, é considerada leve, somente ela pode representar contra Marcos. Caso ela não tenha nenhum interesse em denunciá-lo, ainda assim, Marcos pode ter problemas com a justiça, pois dentro do confinamento, acabou cometendo crimes previstos no artigo 88 da Lei Brasileira de Inclusão.

Os atos foram contra Marinalva, que possui uma deficiência e que ele acabou fazendo comentários maldosos sobre a sua limitação física. A penalidade para quem for condenado por tais infrações, é de até 5 anos de prisão.

O que você acha dessa situação? Deixe um comentário com a sua opinião! #Marcos agride Emilly #BBB Big Brother Brasil