Expulso do reality show mais famoso da TV brasileira, o cirurgião plástico #Marcos Harter chegou nesta terça-feira, 18, à marca de 1 milhão de seguidores no Instagram.

Publicidade

Ele, que é fã de redes sociais e desde a sua expulsão do Big Brother Brasil vem sendo um dos nomes mais procurados nos sites de busca do país, fez questão de compartilhar com os fãs, a marca de 1 milhão de seguidores conquistada. Em uma publicação de agradecimento à conquista, o ex-BBB escreveu: ''Gostaria de agradecer a todos que me acompanham. Como disse no programa, existem coisas que valem muito mais do que um milhão e meio, e todo esse carinho que tenho recebido é sim, com toda certeza, uma delas”.

Marcos, que deixou o programa suspeito de agredir a campeã do #bbb17, #Emilly Araújo com quem mantinha um relacionamento durante o confinamento, se tornou, com certeza, um dos maiores protagonistas da história do reality show produzido pela Rede Globo.

Ele, que assim que deixou o programa vem recebendo inúmeras mensagens de carinho e incentivo por parte dos fãs, afirmou publicamente que tentará se manter próximo à todos eles e declarou: ''São muitas mensagens mas sempre que puder estarei aqui de alguma forma retribuindo esse carinho. Obrigado por chegarem até aqui comigo!”

A expulsão

O BBB17 está sendo considerado o mais polêmico de todas as dezessete edições do programa, e parte deste título se deve ao relacionamento de amor e ódio vivido por Marcos e Emilly durante o confinamento na casa mais vigiada do país.

O cirurgião plástico Marcos e a estudante gaúcha de 20 anos, Emilly, protagonizaram cenas bastante intensas durante o programa. Com personalidades bastante diferentes, o casal se desentendia e trocava inúmeras farpas durante suas discussões.

A última briga entre eles se deu na madrugada de segunda-feira 10, no interior da casa. Emilly, que dotada de ciúme cobrou satisfações do namorado após ele ter uma conversa com a finalista Vivian, sentiu na pele o furor do médico que há dias se encontrava com os nervos à flor da pele. Marcos, que furioso respondeu à namorada de forma ríspida, também a segurou fortemente pelos braços e pulsos, impedindo-a de deixar o ambiente conforme a mesma desejava.

A atitude foi reprovada pelo programa e ocasionou na expulsão de Marcos.

Ele, que após deixar o programa prestou depoimento na Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá no Rio de Janeiro, aguarda agora a decisão da Justiça que investiga se houve ou não agressão física.

A investigação está sendo comandada pela delegada-titular Viviane Costa Ferreira, que nesta última segunda-feira 17, colheu o depoimento de Emilly na DEAM.