Muitas pessoas famosas fazem de tudo para serem esquecidas pela mídia, mas nem sempre é possível. Isso porque elas continuam célebres e metidas em muitas confusões. Que o diga um cantor conhecido como 'Tonzão'. Ele era o principal integrante do grupo 'Hawaianos', que ficou famoso de Norte ao Sul do país. No grupo, ele costumava fazer passos sensuais e cantar músicas que estimulavam a dança. No entanto, Tonzão mudou de vida. Ele não quis mais saber de sensualizar e agora é pastor de uma igreja evangélica. Se antes, o artista ia a palcos de programas de TV, como o de Raul Gil, hoje ele se apresenta em palcos de igrejas, levando a palavra de Deus.

No entanto, como mostra uma reportagem do colunista de fofocas Léo Dias, do jornal 'O Dia' e do 'Fofocalizando', do SBT, dia desses o agora pastor Tonzão acabou sendo pego em uma Blitz da Lei Seca.

Publicidade
Publicidade

O artista ficou mega irritado e fez um barraco daqueles. Ele parecia descontrolado com o fato de ter sido parado. Tudo aconteceu bem no Centro do Rio de Janeiro, mais precisamente na Avenida Presidente Vargas. Como o ex-integrante do grupo 'Os Hawaianos' estava irritadiço, a polícia decidiu levá-lo até à delegacia, onde incrivelmente ele conseguiu ficar mais calmo, para a surpresa dos agentes. Antes de ser encaminhado até a polícia, ele dizia que era uma celebridade e um homem de Deus e que não havia motivos para que fosse parado.

Os agentes não gostaram do famoso "Você sabe com quem você está falando?" e a coisa foi se complicando. A matéria de Léo Dias dá a entender que os ânimos ficaram tão aflorados que, por pouco, o pastor quase não foi levado para a carceragem, onde, certamente, ele conheceria histórias de muitos homens que acabaram sendo presos.

Publicidade

Felizmente, talvez por um clamor divino ou pela simples percepção psicológica, Tonzão decidiu colaborar com a polícia e ficou calmo.

É bom lembrar que desde 2011 Tonzão não é mais do mundo do funk. Na época, após os shows dos 'Hawaianos' começarem a cair, com cada vez menos apresentações, ele anunciou que Deus havia tocado em seu coração e que, a partir daquele momento, ele entraria para uma igreja. De termo e gravata, o ex-funkeiro virou pastor evangélico. Ele bate ponto, constantemente, em uma unidade da Assembleia de Deus, no Rio de Janeiro. Na época da saída do grupo, ele chegou a ir para uma espécie de retiro, onde fez uma "desintoxicação" de todas as coisas "impuras" que havia em seu corpo.

Na sua opinião, por que o tal pastor ficou tão nervoso ao ver a polícia? Deixe o seu comentário. Ele é sempre bem-vindo. #Famosos