José Mayer pode ser preso. É o que garantem especialistas ouvidos, após ele ter sido acusado de assédio sexual por uma figurinista da Rede Globo de Televisão. No entanto, o que não é tão claro é se depende ou não do depoimento da tal figurinista para que isso ocorra. Su Tonani causou polêmica na imprensa, quando, através do blog 'Agora é que São Elas', da 'Folha de São Paulo', enviou um depoimento contando detalhes íntimos sobre o que acontecia nos bastidores de 'A Lei do Amor'. Na novela, José era o machista e incontrolável 'Tião'. Na vida real, ele também era um homem machista - segundo Su - e chegou até a pegar em sua genitália.

O inferno astral de Zé - como também é chamado pela mídia - não deve acabar tão cedo.

Publicidade
Publicidade

Isso porque um processo contra ele não deve acabar tão cedo. É o que garante o colunista de fofocas Léo Dias, que presta serviços para o jornal 'O Dia' e para o 'Fofocalizando', vespertino exibido pelo SBT. Léo garante que o tempo para Su dar o seu depoimento é longo. Ela tem até o mês de agosto para realizar a iniciativa na polícia. Ela pode ser o primeiro grande passo para que o ator, que confessou o assédio em um texto remetido ao público, possa ser indiciado pela polícia pelos abusos que cometia em pleno trabalho.

Isso porque, como mostra a reportagem repercutida pelo RD1 (mas assinada por Dias no jornal impresso 'O Dia), Su tem seis meses para esclarecer tudo o que aconteceu com ela. Até o momento, ela não tem retornado o contato da polícia. A Veja chegou a fazer uma reportagem dizendo que Tonani estaria, inclusive, não atendendo os telefonemas dos agentes da lei.

Publicidade

A apresentadora Sônia Abrão, da RedeTV!, durante o 'A Tarde é Sua', chegou a comentar o caso. Ela lembrou toda a campanha de mobilização feita por funcionários da Globo. A campanha 'Mexeu com uma, mexeu com todas' acabou sendo o princípio de uma ação da Globo contra o ator.

Além de suspender José, por tempo indeterminado, o maior canal do país, pediu desculpas à Su em pleno 'Jornal Nacional'. Em entrevista repercutida pelo site 'Gazeta Web', um especialista em direito trabalhista falou sobre a possibilidade de José ser preso. De acordo com o advogado Aparecido Inácio Ferrari de Medeiros, após admitir o erro, o ator pode sim ser processado. Apesar dele dizer que o ato de Zé em confessar o que fez ser o mais correto, Aparecido deixa claro que a figurinista pode sim processá-lo pelo assédio futuramente.

Sobre a posição da Globo, ele foi apenas elogios: "Isso se chama responsabilidade solidária do empregador". Aparecido ainda lembrou que o canal tem também responsabilidade pelo o que acontece dentro do seu ambiente de trabalho. #Crime