O #Casamento de Karina Barros (um das bailarinas do Faustão) e Camila Benfica só irá acontecer no ano de 2018, onde as duas irão oficializar a união diante de uma igreja evangélica, com direito a um pastor abençoando e a festa. Ela diz que não abre mão de ter uma festa abençoada independente da religião como evangélica, católica ou espírita.

Karina de 18 anos e Camila de 28 já moram juntas na cidade de São Paulo, e elas estão juntas há um ano e seis meses e noivas há um pouco mais de dois meses quando Karina fez um pedido mais que surpreendente no alto da Pedra Bonita com uma vista maravilhosa no Rio de Janeiro. A bailarina do faustão diz que o motivo do casamento ser só daqui um ano é que se uma noiva apenas demora seis meses para escolher o vestido, então imagina duas.

Publicidade
Publicidade

A bailarina conta que descobriu sua orientação sexual ainda muito pequena, e seus pais ainda demoraram um pouco para aceitar a filha como ela é. Karina também argumenta que é alvo de muito preconceito nas redes sociais por conta da sua orientação sexual e do seu noivado com Camila, e algumas coisas que são comentadas chegam a ser pesadas demais, como os comentários de que tudo isso é falta de um homem de verdade, argumentando tudo isso como se ela tivesse culpa de ter nascido assim e amar uma pessoa do mesmo sexo.

Mas as duas dizem que nem dão tanta bola para esse tipo de comentário, até porque elas sabem que tem muitas pessoas que apoiam o casal, e tem até fã club no Instagram, criado por uma admiradora delas.

Karina também conta em entrevista sobre a vontade que Camila tem em ser mãe, através de uma adoção ou até mesmo de uma inseminação artificial, prática comum hoje em dia.

Publicidade

Ela exclama que mesmo sendo duas mulheres seriam capazes de levar o filho para um jogo de futebol.

As duas também já selaram sua união com uma tatuagem feita no mês de março com a frases "se faz sentir, faz sentido", onde fizeram na costela e no mesmo lugar. E fizeram um ensaio com um Paparazzo para mostrar a nova tatuagem de ambas. #Relacionamento #LGBT