O 'Big Brother Brasil' acabou com um momento histórico na noite desta segunda-feira, 10. A produção do programa decidiu expulsar Marcos Harter do programa, após o seu comportamento agressivo. A polícia chegou a estar nos estúdios da Globo e a emissora decidiu que um médico olharia, junto a um perito da polícia, o corpo da participante Emilly. O canal diz que está prestando toda a assistência jurídica para o agora ex-brother. Por conta da expulsão, o paredão foi cancelado e agora o último programa é o da final, na quinta-feira, 13.

A família de Marcos já havia se pronunciado, por meio de uma nota, antes mesmo do caso ser dado pela Globo.

Publicidade
Publicidade

No momento do comunicado, eles ainda não sabiam que o médico seria expulso da briga por um milhão e meio de reais. De acordo com a família de Marcos, o comportamento dele teria sido ocasionado por conta do fato de estar trancado em uma casa com muitas pessoas. A família cita o "estresse" como a causa do destempero do cirurgião, que sai do programa com a imagem arranhada e pode até ser preso. De acordo com um artigo publicado pelo médico Dráuzio Varella, o estresse é uma doença e séria, podendo acarretar em vários outros problemas.

"Assinada por Caroline Harter, Enilda Harter, João Carlos Harter, Juliano Morandini Oliveira e Caroline Barros, a nota diz ainda que o médico é "um ser humano dócil, amável e querido" e diz que a responsabilidade dos últimos acontecimentos", diz um trecho do comunicado da família.

Publicidade

Antes, segundo informações de diversos jornais, o pai de Marcos tentou tirar o brother à força da casa. No entanto, a produção conversou com a família e acabou apaziguando os ânimos

Quem também chegou a pedir algum tipo de solução do caso foi a família de Ieda, que ameaçou até entrar com uma representação judicial sobre o caso. A família, por meio da internet, acabou revelando que a produção do programa os teria confortado.

Após a repercussão da expulsão de Marcos, a própria família dele decidiu até mesmo fechar a rede social do participante. Eles eram super comunicativos, mas tudo isso acabou.

Quem também se pronunciou sobre o fato foi a irmã de Emilly, Mayla. Ela escreveu uma nota e publicou em seu Twitter oficial. O texto nega que ela não esteja ligando para a expulsão do médico, mas que apenas não teve tempo devido aos compromissos.

Veja abaixo o que ela escreveu:

E você, o que achou da decisão do programa e da família em externar sua consternação? #BBB Big Brother Brasil