O descontrole cada vez mais frequente e de forma agressiva com que Marcos vem tratando sua namorada, Emilly, dentro do programa do Big Brother Brasil 17 poderá virar um caso de polícia. O estopim para isso ocorreu durante uma festa na madrugada de domingo (9), quando o médico se irritou com a jovem por causa da sister Ieda. Ele ficou acusando a participante mais idosa do BBB de se meter em seu relacionamento com Emilly, e a jovem não concordou.

Visivelmente alterado, o cirurgião plástico encurralou a namorada e se iniciou mais uma serie de constrangimentos e violência psicológica. Emilly chegou a acusar Marcos de tê-la machucado fisicamente.

Publicidade
Publicidade

A partir desse momento, a revolta tomou conta das redes sociais, internautas e fãs da jovem iniciaram no Twitter uma campanha usando a hashtag #MarcosExpulso. E passaram a compartilhar os vídeos com as supostas agressões sofridas pela sister.

Inclusive Ieda procurou a produção do programa para pedir providências sobre a agressividade do rapaz, logo após ter sido abordada e acusada pelo médico de jogar a namorada contra ele. Familiares e fãs da aposentada também iniciaram uma campanha contra Marcos na internet.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil do Rio de Janeiro, assim que Márcia Noeli Barreto, diretora da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher, tomou conhecimento do que estava ocorrendo dentro da casa do BBB, ordenou que tudo fosse apurado, e será registrada uma ocorrência ainda nesta segunda-feira contra Marcos.

Publicidade

A delegada que ficará à frente do caso é Viviane da Costa Ferreira Pinto, que deve solicitar à emissora as imagens de toda confusão para que se analise se realmente houve agressão física - explica a diretora . Lembrando que Emilly diz que foi agredida, e isso não pode ficar sem ser apurado. Qualquer tipo de violência deve ser apurada e punida.

Segundo Márcia Barreto, a tortura psicológica que houve diversas vezes durante o confinamento, por si só, é considerada violência contra a mulher, e enquadraria Marcos em um dos tipos de violência que são amparados na Lei Maria da Penha. O brother, também em outros momentos, colocou o dedo na cara de Ieda e Marinalva

Depois do clima de tensão que pairou em cima do programa, Tiago Leifert se pronunciou, ao vivo, durante o programa de domingo. Enfatizou que conversaram com a jovem e esclareceu que, caso sinta necessidade, ela tem liberdade de procurar a produção do programa para relatar qualquer situação. #Famosos #BBB Big Brother Brasil