O casal mais polêmico da história do Big Brother Brasil virou notícia no principal telejornal do país, nesta segunda-feira (10). Os apresentadores do Jornal Nacional, Renata Vasconcelos e William Bonner [VIDEO], informaram aos telespectadores sobre a ida da polícia à casa do BBB e reafirmaram o compromisso da Rede Globo em não compactuar com qualquer tipo de agressão.

Publicidade

Briga

Na madrugada de sábado para domingo (9), Marcos e Emilly [VIDEO] tiveram um desentendimento e o cirurgião plástico partiu para cima da namorada, a intimidou, gritou e apontou o dedo na cara dela.

Publicidade

Durante as discussões, Emilly disse que Marcos estava machucando, ao segurar firme em seu pulso. Em outro momento, falou que ele havia beliscado.

Segundo Renata Vasconcelos, a delegada titular da Delegacia Especial do Atendimento à Mulher, de Jacarepaguá, esteve nos estúdios da Rede Globo para solicitar as imagens das supostas agressões de Marcos a Emilly.

Emissora e delegada acordaram que Emilly será submetida a um exame clínico por um médico da Globo para avaliar se houve ou não lesão corporal, além de ser chamada ao confessionário para que os direitos dela como mulher fiquem assegurados, de acordo com a Lei Maria da Penha. Entre os direitos estaria o de ficar longe de Marcos.

Ainda, segundo Renata Vasconcelos, a partir dos resultados, a Globo vai anunciar, na edição de hoje do programa, o que será feito. Em imagem que circula pelas redes sociais, Emilly aparece com um hematoma no braço esquerdo.

O caminho para a expulsão de Marcos parece claro. Afinal de contas, se o hematoma foi mesmo causado por ele, nem mesmo a palavra de Emilly favorável ao namorado o manterá na casa mais vigiada do Brasil..

Publicidade

Participantes que são expulsos ou que pedem para sair do programa são excluídos pela Rede Globo como se nunca tivesse participado do reality show.

Nota lida por Bonner

“Mais uma vez a Globo reafirma o seu repúdio a todo e qualquer forma de #Violência”, disse William Bonner, lendo nota emitida pela emissora. O jornalista afirmou ainda que a emissora esclareceu no ar, na edição do BBB de domingo (9), que discussões podem levar à agressões e isso não é admissível nem no programa nem fora dele.

Segundo Bonner, #Marcos e Emilly foram chamados no confessionário no domingo (9). O cirurgião foi orientado sobre o seu comportamento e a estudante foi orientada quanto aos seus direitos. “Na ocasião, ela não denunciou nenhuma agressão física”, disse Bonner.

#BBB Big Brother Brasil