A noite de ontem no BBB17 teve uma reviravolta que surpreendeu os telespectadores. O médico Marcos Harter foi expulso do reality show depois que agredir a sua namorada, Emilly. O crime teria acontecido após uma forte discussão entre o casal na noite de domingo (9), durante uma festa entre os participantes. Com a eliminação de Marcos do BBB17, os três finalistas foram definidos já na noite de segunda-feira (10). Emilly, Vivian e Ieda vão decidir quem fica com o prêmio milionário.

A decisão sobre a eliminação de #Marcos do BBB17 foi anunciada em tom fúnebre pelo apresentador, Tiago Leifert, logo no início do programa. A produção analisou as imagens das câmeras da casa e chegou a conclusão de que o brother realmente agrediu fisicamente a companheira de confinamento, o que, segundo as regras do programa, gera a expulsão imediata do reality.

Publicidade
Publicidade

O vídeo da violência mostra o momento em que o casal briga após uma comemoração dentro da casa, ainda durante a madrugada. As imagens registram o momento em que o médico agarra a estudante e a coloca à força contra a parede. Nesse momento, ele começa a gritar e coloca o dedo em riste na cara da jovem. “Presta atenção, eu estou com você porque quero que você ganhe”, diz, segurando com força o punho de Emilly.

Emilly chora com expulsão de Marcos do BBB17

Logo após o anúncio da saída de Marcos do BBB17, a participante Emilly, namorada de Marcos durante o período de confinamento, se desesperou. Ela chorou e pediu para ver a família. Já o apresentador, Tiago, foi enfático e afirmou que o médico tinha perdido a capacidade de se divertir dentro do programa. “Isso é um programa de entretenimento.

Publicidade

Quando a gente percebeu que ele tinha perdido a capacidade de se divertir dentro do programa, achamos por bem fazer alguma coisa”, afirmou. Por outro lado, Emilly demonstrou estar chocada com o anúncio. “Diga ao meu paizinho que estou bem. Eu não sei porque isso tá acontecendo”, lamentou. “A culpa não é sua, Emilly. Você não tem nada a ver com isso. Essa é outra história”, concluiu Tiago Leifert.

Logo após o anúncio de agressão, a Polícia Civil do Rio de Janeiro resolveu abrir um inquérito para investigar a conduta de Marcos dentro do BBB17. Mesmo sem a queixa formal de Emilly, a delegada responsável pelo caso afirmou que as marcas da agressão, por si só, já configuram crime e não é necessário que a vítima faça uma denúncia. #BBB Big Brother Brasil #Rede Globo