Você pode amar ou odiar o BBB, mas ficou difícil nesta terça-feira, 11, fugir do assunto. Algumas horas após a expulsão de Marcos, não se falava de outra coisa na internet brasileira. A expulsão do brother, por agressão, e com direito à polícia e tudo virou assunto nacional, ou como diria a jornalista Sônia Abrão, que adora comentar o programa (mas diz que odeia), virou "vergonha nacional". Marcos tomou uma atitude comum em muitos relacionamento e apenas refletiu atos da vida real. Não demorou muito para que o público relembrasse outros casos do reality show que terminaram com a presença da polícia.

No ano passado, por exemplo, Ana Paula Renaut deu um tapa em um participante, mas nenhum delegado interveio na situação.

Publicidade
Publicidade

A Globo decidiu por expulsá-la. Em 2012, no BBB 12, Daniel foi expulso acusado de algo bem mais grave que Marcos, estupro contra Monique Amin, que apenas dormia no programa. Ele, mais tarde, conseguiu provar sua inocência, mas assim como hoje, a polícia bateu na porta do BBB e atrapalhou a vida de Boninho, diretor do programa. Pelo menos, a encrenca da vez não está nas mãos de Pedro Bial, mas sim do novato Tiago Leifert. Na noite desta segunda-feira, Monique Amin decidiu detonar a Globo e lembrou que não teve nem tratamento sequer parecido com o que Emilly está tendo agora.

Ela publicou em suas redes sociais o fato e lembrou que as duas situações foram bem parecidas, mas que Emilly estava tendo um benefício que ela jamais teve. A acusação, na época, contra Daniel, dizia que ele era suspeito de estuprar a sister após uma noite de muita bebedeira.

Publicidade

Tudo aconteceu, quando os dois estavam nessa situação e ela dormia. "Por que eu também não tive esse tratamento? Essa explicação perante a casa! Por que também não deixaram claro que não era necessário eu prestar queixa?", disse Monique ao lembrar tudo o que aconteceu.

Ela foi além, comentando que não comentaram o que aconteceu com o participante, após ele ser expulso, como acontece agora com Marcos. Ela ainda lembrou que, no seu BBB, ela chegou a pedir para Daniel ser expulso, diferente do que ocorreu com Emilly. Ela contou que teve que ficar três meses na casa sem saber absolutamente nada o que aconteciam.

Monique também lembrou que, no ano passado, Ana Paula agrediu um homem e nada aconteceu com ela. E você, o que pensa sobre o assunto? Deixe o seu comentário. A sua opinião é sempre importante e ajuda no diálogo de assuntos relevantes. #Famosos #BBB Big Brother Brasil