Dani Souza ficou conhecida em todo o país por conta do personagem 'Mulher Samambaia'. Ela, por anos, rebolou e mostrou o seu corpo ao lado do grupo 'Pânico', que hoje está na TV Bandeirantes. Sumida da televisão, hoje Dani não mora mais no Brasil e virou uma moça "recatada e do lar". Casada com o jogador Dentinho, ela vive na Europa com ele. Longe do Brasil e sumida da mídia, Dani agora recebe uma acusação grave. É o que mostra uma reportagem publicada nesta segunda-feira, 24, pela coluna do jornalista Léo Dias, do jornal 'O Dia' e do 'Fofocalizando', do SBT. De acordo com o fofoqueiro mais famoso do país, um empresário é quem acusa a 'Mulher Samambaia' do tal ato que o lesou.

Publicidade
Publicidade

O homem, que não teve o nome identificado, diz que é representante da industria têxtil e que levou um calote de Dani Souza. De acordo com ele, os pagamentos que a ex-panicat deveria ter feito foram "esquecidos". Foi o empresário quem procurou a coluna do jornalista Léo Dias para denunciar o feito. De acordo com ele, houve um contrato de sua empresa com a da 'Mulher Samambaia', a 'Zami Modas'. No entanto, esse não foi cumprido e as dívidas de Dani já ultrapassam o valor de R$ 100 mil.

O empresário revela que já procurou todos os meios possíveis e que nem mesmo os advogados da agora mulher do jogador Dentinho tem respondido aos seus apelos e que, por isso, decidiu procurar a imprensa. Na última vez que teve qualquer informação sobre o pagamento, o representante de uma indústria têxtil ficou sabendo que esse pagamento seria realizado em até seis meses e que a quantia viria de fora do Brasil.

Publicidade

Os relatos continuam e impressionaram muitas pessoas, que conheceram a também empresária como uma bailarina e assistente de palco da televisão brasileira.

Supostas dívidas e opinião de especialista sobre o calote

De acordo com o homem que denunciou Dani, ele não é o único que levou um calote dela. O empresário diz que a 'Zami Modas' deixou de pagar outros fornecedores que, agora, assim como ele, passam por condição parecida. Os acusados na reportagem, segundo Léo Dias, foram procurados para falarem da denúncia, mas não se pronunciaram até que a reportagem dele fosse publicada. Atualmente Dani Souza mora na Ucrânia com a família, de onde administra as suas lojas em São Paulo.

De acordo com o especialista Fabricio Correa, em artigo publicado no site 'Jus Brasil', o calote é considerado crime pela legislação brasileira, sendo passível de prisão. Caso condenado, quem comete o ato pode ficar de quinze dias a dois meses na cadeia. #Famosos