Arnold Schwarzenegger ficou conhecido no Brasil e no mundo pelo seu jeito fortão e também por protagonizar inúmeros filmes, como 'Conan, o Bárbaro', 'Um Tira no Jardim de Infância' e 'O Exterminador do Futuro'. Arnold ainda chegou a se aventurar na política, elegendo-se, inclusive, governador do estado da Califórnia, nos Estados Unidos.

A postura de durão, no entanto, contrasta com um homem de meia idade bondoso e simpático. Neste fim de semana Schwarzenegger esteve em um evento em São Paulo que leva o seu nome, a 'Arnold Classic South America', uma feira multi-esportiva que costuma atrair muitos adoradores de academia.

Publicidade
Publicidade

No entanto, o que chamou atenção mesmo no local foi a história de uma jovem cega. Jéssica Pereira tem 26 anos e, mesmo sendo cega, conseguiu mudar o seu estilo de vida, virando uma das praticantes do pole dance. Em entrevista ao portal de notícias UOL, Jéssica contou que estava muito ansiosa, por estar em um evento grande. O que ela não sabia é que o próprio Arnold Schwarzenegger é quem tinha bolado o encontro que, certamente, agora deve ajudar muito a jovem, já que agora ela ficou famosa mundialmente. Jéssica conta que quando descobriu que o astro fitness estaria ali, quase desmaiou.

O ator hoje movimenta um mercado milionário, que não para de crescer no mundo e que no Brasil parece cativar cada vez mais gente.

Emoção em vida de superação

Muito emocionada, a atleta do pole dance contou ao portal de notícias UOL, neste domingo, 23, que jamais imaginou que o homem que dá nome ao evento em que ela se apresentou estaria com ela, levantando os seus braços como uma grande vencedora.

Publicidade

A esportista já nasceu cega e, desde cedo, teve de lidar com a característica diferente que marcaria sua vida. Ela sempre fez muitas atividades físicas, por conta do apoio dos pais. No atletismo, por exemplo, ela atuou por dez anos. Há dois anos, no entanto, ao ler um jornal, ela ficou sabendo como funcionava o pole dance. Não demorou muito para que ela procurasse uma professora (Amanda Zabin) e iniciasse a modalidade.

Método montado exclusivamente

A instrutora conta que Jéssica foi sua primeira aluna com deficiência visual. Amanda revela que chegou a procurar na internet algum vídeo ou curso sobre a modalidade para cegos, mas que nada existia. Isso não a esmoreceu e Zabin decidiu dedicar-se para achar uma maneira de fazer a atleta também bailar no "poste", desenvolvendo um método próprio. #Entretenimento #Famosos