O ex-Beatle Paul McCartney estará de volta ao Brasil em outubro para uma série de shows, a confirmação partiu da assessoria do cantor no último dia 20 de abril.

Depois de várias vindas ao nosso país, com espetáculos grandiosos que sempre deixam um gostinho de quero mais. O eterno integrante dos Beatles mantém uma vitalidade e energia sem igual com apenas 74 anos e prestes a completar 50 anos do álbum Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band, um dos maiores clássicos da discografia dos Beatles.

Após a separação dos Beatles no começo dos anos 1970, Paul seguiu em carreira solo como todos os outros integrantes: John Lennon, Ringo Starr e George Harrison.

Publicidade
Publicidade

Com uma maravilhosa e fantástica carreira independente, consolidou-se com um dos grandes nomes do rock nas últimas cinco décadas, além de sua genialidade instrumental e letrista, fez grandes parcerias ao longo dos últimos anos.

Na década de 1970, fez sucesso com canções como ''Maybe I'm Amazed'', ''Every Night'' e ''Another Day''. Colaborou com a banda Wings, uma parceria que deu muito certo lançando sete álbuns aclamados pela crítica, como inúmeras canções no topo das paradas, entre elas: ''My Love'', ''Band on the Run'', ''Jet'', ''Silly Love Songs'', ''Tomorrow'', ''Mull of Kintyre'', ''With A Little Luck'', e a inesquecível ''Live And Let Die'', canção tema de 007 - Viva e Deixe Morrer.

Depois da morte de Lennon em 1980, Paul manteve-se afastado por algum tempo dos palcos. Na época do acontecimento, criou-se especulações e boatos em torno da vida dos últimos três integrantes, que poderiam serem vítimas também de assassinato.

Publicidade

Década de 1980, Paul ressurge em carreira solo novamente, depois de anos com os Wings. Lançando uma sequência de álbuns memoráveis como: McCartney II, Tug of War, Pipes of Peace, Press to Play e Flowers in the Dirt. Também emplacou sucessos, entre eles: ''Coming Up'', ''Ebony and Ivory'' (dueto com Stevie Wonder), ''Pipes of Peace'', ''So Bad'', ''No More Lonely Nights'', ''We All Stand Together'', ''My Brave Face'' e ainda a parceria com Michael Jackson que rendeu os hits: ''Say, Say, Say'' e ''The Girl is Mine'' incluída nos álbuns de ambos os dois músicos na época. Depois desse incrível sucesso, Paul e Michael tornaram-se muito amigos. Entretanto, anos mais tarde a amizade acabaria devido Michael ter comprado os direitos autorais das músicas dos Beatles, o que deixou Paul bastante magoado.

Em 1990, fez sua primeira apresentação no Brasil, em um show histórico no estádio do Maracanã, Rio de Janeiro. Em 1991, Lançou o álbum de música clássica Liverpool Oratorio. Em 1993, lançou Off the Ground, que continha o sucesso ''Hope of Deliverance'' E saiu em uma pequena turnê mundial, passando mais uma vez pelo Brasil.

Publicidade

Em 1997, lança o álbum Flaming Pie. Em 1999 lança o tributo a outros clássicos do rock no álbum Run Devil Run. A década de 2000 foi consagrada pelo lançamento de grandes coletâneas e turnês longevas. Lançando em 2001 o álbum Driving Rain, em 2003 foi o primeiro artista a se apresentar no Coliseu, em Roma.

Em 2005, lança o álbum Chaos and Creation in the Backyard. Em 2007 lança Memory Almost Full, e em 2009 Y Not. No mesmo ano é condecorado pelo Presidente Barack Obama com a medalha da Biblioteca do Congresso Gershwin Prize.

Em 2010, mais uma vez retorna ao Brasil pela terceira vez com shows no Rio, São Paulo, Porto Alegre, Recife e Florianópolis. É convidado para cantar na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Londres em 2012. Em 2013, retorna pela quinta vez ao Brasil para shows em Fortaleza, Belo Horizonte e Goiânia. Em 2014, retorna para shows em Brasília, Espírito Santo, Rio e São Paulo.

Paul McCartney está com todo vapor para aterrissar no Brasil, como já é de casa, creio que fará um belíssimo espetáculo como sempre faz carismático e genial como ele é, simplesmente um privilégio ver essa lenda viva do rock. #2017