Na novela “#O Rico e Lázaro, após a morte do rei Eliaquim (Leonardo Medeiros), Zedequias (Jandir Ferrari), seu irmão assume o trono por ordem do rei Nabucodonosor (Heitor Martinez). Trono este que deveria ser ocupado por Joaquim (Osmar Silveira), o príncipe que está se aproximando de Edissa (Robetha Portella).

Porém, a aliança do Egito com o rei de Judá e a tentativa de Zedequias de incriminar Joaquim foram descobertos e o temido rei da Babilônia ordena a destruição total de Jerusalém e a prisão de Zedequias e os filhos. Mas essa família real de Judá será morta na Babilônia e outra pessoa assume Judá.

O cerco babilônico

O exército babilônico, liderado por Nebuzaradã (Ângelo Paes Leme), cerca os muros do Reino de Judá por vários meses.

Publicidade
Publicidade

Os babilônicos derrubam as tendas e, de repente, partem de volta para Babilônia. Zedequias revela que o Egito estava se aproximando e, por isso, os babilônicos foram embora.

Mas Nabucodonosor fica irado e manda o seu exército aguardar o momento certo de agir novamente. O rei então comemora com a sua rainha Amitis (Adriana Garambone) a sua festa de aniversário no palácio. Após a festança da rainha, o temido monarca ordena que o seu exército volte para Judá e avisa a Nebuzaradã que desta vez o cerco será maior e impiedoso, deixando muitos hebreus sem nada e com fome.

Assim ocorrerá nos próximos capítulos da trama bíblica adaptada por Paula Richard. Asher (Dudu Azevedo) e Joana (Milena Toscano) observam o sofrimento do povo por falta de comida e muitos hebreus adoecendo.

A invasão

Passados estes dois anos de cerco, o rei Nabucodonosor II manda uma mensagem para o oficial Nebuzaradã.

Publicidade

A mensagem ordena imediatamente que o exército invada Jerusalém e traga preso o rei traidor e os filhos. Confiante, Zedequias diz que não precisa mais da ajuda do Egito.

O chefe da guarda prepara os seus homens e todos marcham em direção aos portões da cidade hebreia. Dentro do Reino de Judá, todos se apavoram quando flechas e bolas de fogo estão sendo lançados. Os babilônicos tentam quebrar o portão de entrada da cidade.

Fuga e prisão

O rei de Judá observa as flechas atingindo o seu reino e as pessoas desesperadas pelas ruas. Zedequias chama os filhos, Hassube (Ycaro Tavares) e Zuriel (Christian Villegas), e revela que tem um plano de fuga.

Ele leva os filhos por um túnel secreto, mas Rabe-Sáris (Gustavo Leão), o meio-irmão de Nebuzaradã, os encontra fugindo e dá voz de prisão. Rei Zedequias ainda tenta subornar o filho de Chaim (Henri Pagnoncelli), mas o novo oficial o prende assim mesmo.

O substituto de Zedequias

Nebuzaradã encontra Gedalias (Ronny Kriwat) e o nomeia como governador de Judá.

Publicidade

Seu tio Aicão (Perfeito Fortuna) e seu primo Micáias (Bernardo Mesquita).

Zedequias e os filhos

Com a missão cumprida, Nebuzaradã e Rabe-Sáris levam o ex-rei de Judá e os filhos presos para a Babilônia. Nabucodonosor é informado de que Zedequias está preso e já sendo trazido para a sua presença. Zedequias, Hassube e Zuriel são encaminhados para o temido rei babilônico. Nabucodonosor ordena a morte dos filhos e Zedequias fica desesperado.

Em seguida, o pai de Evil-Merodaque (Kayky Brito) manda cegar Zedequias e o expulsa da cidade. O rei de Judá tem olhos furados e é jogado pra fora da cidade. Mas, Zedequias não resiste e morre no caminho sem rumo.

As cenas inéditas da novela “O Rico e Lázaro” estão previstas para o próximo dia 18 de abril, numa terça-feira. Lembrando que a data pode ser alterada a qualquer momento pela emissora paulista.

Mas, para não perder nenhuma cena exclusiva, acompanhe o folhetim bíblico, de segunda a sexta-feira, às 20h30, na #Record.

Confira o vídeo abaixo, com mais detalhes de 'O Rico e Lázaro':

#Novelas