Emilly saiu riquíssima da décima sétima edição do 'Big Brother Brasil'. A sister deixou o BBB com R$ 1,5 milhão no bolso. Nada mal, não é mesmo? Mas alguns fãs juram de pés juntos que ficaram na pindaíba por conta dela. Não tá fácil para ninguém. Para piorar a história, eles começaram a fazer barracos nas redes sociais para definir quem seria o maior gastador de todos. Uma estudante da cidade de Curitiba, no Paraná, de nome Viky Caetano, ficou irritadíssima, quando descobriu que uma senhora aposentada disse ter gasto R$ 1.200 apenas votando em Emilly para ganhar o #BBB 17. A ex-sister do Rio Grande do Sul ficou tão compadecida com o gesto de solidariedade que até marcou um encontro com a aposentada, identificada como Luciene Santiago.

A aposentada, mesmo sendo uma mulher simples, garante que somente gastou todo o dinheiro, pois viu na irmã gêmea de Mayla a imagem da filha morta.

Publicidade
Publicidade

Muita gente até achou isso um tanto macabro, mas vamos lá. Viky disse que gastou muito mais do que a aposentada, mas que não quer que ninguém pague a conta dela. "Gastei R$ 1.200 no paredão dela contra o Pedro. Na final, eu votei muito mais. Chamei cinco amigas em casa e a gente se revezou votando sem parar por mais de 24 horas", disse ela, revelando o hábito que não parece ser muito saudável para ninguém. Não é à toa que no discurso de eliminação de Ilmar, Tiago Leifert, apresentador do reality show (ele substituiu o super consagrado Pedro Bial), disse que quem vota no BBB, ultimamente, é fanático.

Luciene, a senhorinha que até conseguiu o abraço de Emilly, em entrevista ao UOL publicada nesta sexta-feira, 21, Feriado de Tiradentes, defendeu-se. Ela diz que Viky apenas quer tirar proveito de uma situação que aconteceu por puro amor.

Publicidade

Luciene ainda pediu que a "caixa preta" fosse aberta e que as tais contas fossem reveladas. Pronto, o barraco estava armado e nenhuma das duas sequer chegará perto ao um milhão e meio de reais da gaúcha. Elas, após votarem tanto, estão mais próximas é de terem um saldo negativo bancário.

Vicky é dona de uma loja e estuda psicologia. Ela diz que não gasta dinheiro com nada e que é muito fã do 'Big Brother Brasil'. A estudante, que logo alerta para o fato de que ninguém tem nada com a vida dela, garante que faria tudo de novo, pois o dinheiro é dela. A única coisa que a lojista quer nesse momento é conseguir que Marcos e Emilly voltem a se falar, após a polêmica da expulsão do BBB.