Zeca Camargo é um dos maiores apresentadores da televisão brasileira. Ele começou sua carreira ainda na extinta MTV, mas logo ganharia espaço no 'Fantástico', da Rede Globo de Televisão, que procurava um nome mais jovem em tempos de mudança. Atualmente, Zeca está no 'É de Casa' e virou, ao lado de Cissa Guimarães, substituto de Ana Maria Braga, no 'Mais Você'. O tempo passou, mas ninguém esquece o que houve em 2015, quando o jornalista fez um texto na Globo News que soou para muitos como zombaria ao cantor Cristiano Araújo, morto em uma acidente ao lado na namorada, e, é claro, principalmente, aos fãs e família do artista.

Como mostra uma reportagem publicada nesta sexta-feira, 7, pela jornalista Keila Jimenez, do portal de notícias R7, a briga entre a família do cantor sertanejo e o apresentador global ganho um novo capítulo, que acontecerá já na semana que bem.

Publicidade
Publicidade

Na cidade de Goiânia, em uma audiência de conciliação entre as partes, que acontece na terça-feira, 11, Zeca vai ter que ouvir o julgamento contra ele sobre o caso. A questão é que o famoso gerou um mal-estar com a família do morto e pediu à justiça que não fosse obrigado a ir ao encontro pessoalmente. Um dos motivos está no fato de que a celebridade não mora em Goiânia, mas sim no Rio de Janeiro, onde trabalha. Um deslocamento desse tamanho é notável perda de tempo e até dinheiro.

A jornalista Keila Jimenez disse que teve acesso ao processo contra Camargo. De acordo com ela, a audiência entre as partes deve acontecer por meio da internet, através do Skype. A defesa diz que, além de ser mais rápido e fácil, isso inibiria o excesso de exposição de Zeca, evitando que sua imagem ficasse negativa.

Publicidade

É com a imagem que o jornalista ganha a vida, inclusive, realizando propagandas para algumas marcas durante o 'É de Casa'.

A família do ídolo que deixou saudades quer que o jornalista pague por danos morais, já que não gostou nada do fato do apresentador ter questionado o que chamou excesso de cobertura na televisão por conta da "comoção geral" que isso gerou. O texto dava a entender - PARA ALGUNS - que Cristiano não era conhecido e que a mídia só fez todo esse alarde devido a necessidade de heróis.

Zeca ainda chegou a comparar a tragédia com livros de colorir, garantindo que estava repleta de situações "sem propósito" e "sem emoção". Ele ainda mandou o público adora o que chamou de ídolos de verdade, como a Pricesa Diana e Michael Jackson. #Cristiano Araújo #Zeca Camargo