O empresário Delcir Sonda é alvo de uma reportagem publicada neste sábado, 1º, pelo site da Revista Veja. A matéria mostra que o empresário ataca o jogador de futebol Neymar e seu empresário, o seu pai, que tem o mesmo nome do atleta. De acordo com Delcir, quem veste uma camisa do namorado da atriz Bruna Marquezine está apoiando a corrupção. Ele ainda chamou o pai do atleta de "VAGABUNDO" e que a transferência do Santos para o Barcelona, de Sandro Rosell, pois houve um grande suborno. Delcir é dono do grupo de investimentos DIS. A empresa era proprietária de 40% dos direitos do jogador brasileiro, antes da transferência internacional, que quase foi para o Real Madrid e não para o Barcelona, como afirma o empresário.

O empresário lembra que o Real Madrid manifestou interesse em #Neymar muito antes que o Barcelona e que o ainda garoto disse que queria sim sair do Santos.

Publicidade
Publicidade

Na época, ele teria chegado a fazer exames médicos. Na cláusula contratual, o time europeu, segundo o dono da DIS, queria pagar a bagatela de 65 milhões de euros pelos direitos do jogador. Hoje essa quantia, convertida para o real, ultrapassa os R$ 200 milhões. No entanto, como sabemos, o namorado de Bruna Marquezine acabou ficando no clube que tem Messi como o jogador mais famoso e que hoje é considerado um dos melhores times do mundo.

“Para ser claro: Sandro Rosell (representante do Barcelona) subornou o pai de Neymar. Esse é o delito de corrupção do qual o acusamos”, disse o empresário, deixando o pai do jogador em maus lençóis. O dinheiro teria sido pago à empresa do pai do atleta, ainda no ano de 2011, quando a transferência estava prestes a acontecer. Na entrevista, o dono da DIS ofendeu com veemência o pai do brasileiro.

Publicidade

Ele chamou o condutor da carreira do futebolista de "vagabundo", um verdadeiro "picareta", que segundo ele, apenas teve a sorte de ficar rico do dia para noite. Ele ainda acusa o pai do atleta de se aproveitar dele e que a "avareza" de Neymar pai vai acabar com a vida dele. É bom lembrar que o pai do atleta e o próprio integrante do time do Barcelona já respondem à um processo aberto pelo Ministério Público espanhol, que acusa os dois de não pagarem os valores exatos à receita.