Pedro Bial é um grande apresentador da televisão brasileira e está tendo que "rebolar" para mudar muita coisa em sua vida. Entre 2002 e 2016, ele ficou à frente do 'Big Brother Brasil', livrando-se da atração, justamente, em um momento que ela está sendo alvo de várias acusações. A vencedora do BBB 17, Emilly Araújo, por exemplo, teria sido agredida pelo seu ex-affair dentro da casa, o médico cirurgião plástico Marcos Harter. O caso está sendo investigado e o bonitão, inclusive, já foi até indiciado pela Polícia do Rio de Janeiro, acusado baseado na famosa Lei Maria da Penha. Após o BBB, #Pedro Bial terá um programa só dele, o 'Conversa com Bial'.

Publicidade
Publicidade

A nove atração já estreia na semana que vem e vai ao ar, pela primeira vez, no dia 2, em um horário conhecido por um dia já ter sido do apresentador Jô Soares. Em entrevista sobre a nova atração, em coletiva de imprensa, o jornalista, que no passado cobriu até a queda do muro de Berlim, na Alemanha, comentou a concorrência que Fábio Porchat e Danilo Gentili estão fazendo. Rindo, atacou os dois. "São dois talentos, mas quero que se estrepem (risos). Desejo ganhar deles, claro”, disse o comunicador, como mostra uma reportagem publicada pelo jornal 'O Globo' e repercutida pelo portal de notícias RD1 Audiência.

Fábio está na Record TV e tenta levar um pouco do humor estilo 'Porta dos Fundos' (que acabou de ser vendido para um grupo americano), já Danilo bate ponto no SBT com o seu 'The Noite', virando constantemente alvo de polêmica por conta de sua opinião política, recebendo críticas, inclusive, do dono do canal, Silvio Santos, que já avisou que sua emissora é palco de entretenimento e não palanque.

Publicidade

Bial explica que o seu novo talk show não tem como objetivo principal ser engraçado, mas sim colocar pessoas diferentes em um único sofá debatendo temas. É uma espécie do 'Na Moral' um pouco estilizado. A diferença é que haverá banda e colunistas fixos. O programa, em seus intervalos na programação da Globo, diz que debate ideias, nas quais quem argumenta pode ou não mudar de opinião.

A vontade de Pedro Bial é que cada edição tenha uma coisa em especial, falando de cinema e música. De acordo com ele, no entanto, após os primeiros programas, muita coisa pode mudar, a depender de como o público vai reagir, ou seja, se a audiência vai gostar ou não do que é proposto pelo comunicador veterano. Ele ainda informou que pediu a benção de Jô Soares por ter ficado com seu horário e que o comediantes teria apaziguado o comunicador, dizendo que tudo daria certo.