Um dos #Seriados mais notórios da FOX, "Prison Break", está de volta com uma temporada revival - para a alegria dos fãs. Com a estreia, a confirmação de que #Michael Scofield (Wentworth Miller) está mesmo vivo mexeu com os ânimos do público. Entretanto, o fato de ele estar sombrio, e dizer "meu nome não é Michael" para Lincoln Burrows (Dominic Purcell), também mexeu com o coração dos telespectadores.

Aviso: o texto a seguir pode conter spoilers.

Estes pontos colocam os fãs em uma posição de curiosidade mórbida. Como tudo isso é possível? Como ele enganou a morte? Por que ele está tão diferente? De acordo com uma teoria recém-postada pelo ScreenRant, tudo isso começou na cirurgia que a "The Company" realizou em Scofield.

Publicidade
Publicidade

Na quarta temporada, a organização operou o cérebro do personagem, e o mesmo começou a sentir certos efeitos colaterais. Todavia, um soro foi injetado em Michael, que o ajudou bastante com sua doença. Após isso, ele parecia estar bem.

No que seria o encerramento da série, há oito anos atrás, Michael lutou para libertar sua amada, Sara, da prisão. Todavia, durante a fuga, ele notou que seria impossível os dois escaparem juntos. Ele então conseguiu liberar uma descarga elétrica que abriria o portão para a liberdade, mas, infelizmente, a descarga atravessou pelo corpo de Michael, matando-o.

Ainda que a morte do personagem tenha acontecido no filme de Prison Break, e não na quarta temporada em si, todos acreditaram na morte do mesmo. Michael chegou a deixar uma gravação e uma carta se despedindo de seu filho, Sara e Lincoln.

Publicidade

A teoria, então, acredita que a descarga elétrica não chegou a matá-lo, mas sim o deixou inconsciente. E a sua cirurgia, de alguma forma, tornou isso possível. Alguém conseguiu reanimá-lo e fez um pacto com ele: caso ele fosse dado como morto e trabalhasse para alguma causa - como, por exemplo, os terrorista do Iêmen - seu irmão e sua mulher poderiam seguir em paz com suas vidas. Isso explicaria a razão de ele saber que está sendo vigiado e negar o próprio nome. Ele concordou há sete anos que não seria mais Michael Scofield.

Muitos acreditam que Jacob, o atual marido de Sara, esteja envolvido em tudo isso. Ele pode ser alguém infiltrado para lembrar a Michael que, seu filho, Mike Jr. e Sara, estão nas mãos dos "caras maus" e caso ele volte a ser Michael ou tente, toda sua família correrá risco de vida. Fato que explicaria os atentados contra Lincoln e Sara logo no primeiro episódio da quinta temporada, e também o fato de Jacob ter visto o rosto da agressora e ter saído com vida.

Você concorda?

#PrisonBreak