O seriado "Prison Break" retornou para as telinhas com tudo! Seu terceiro episódio já foi exibido, na última terça-feira, 18 de abril, na FOX e com ele, mais perguntas surgiram. Como será que Sara Tancredi se posicionará com a atual situação de Michael Scofield? Como será o reencontro deles, caso haja um? Em recente entrevista à People, a atriz que dá vida a Sara, Sarah Wayne Callies, falou a respeito da reação de sua personagem nesta fase.

"Eu não usaria a palavra rancor, ou raiva. Mas o homem que ela amou não seria um terrorista, é de partir o coração. Acho que a grande questão é: "O quanto será que ela realmente o conhecia?". Sara e Michael estiveram muito unidos por um ano inteiro, em condições extremas, e pensar que toda aquela devoção fosse somente fruto da imaginação de Sara, é realmente de partir o coração. Eles nunca chegaram a mobiliar uma casa e ter uma vida comum, então passará pela cabeça dela que possivelmente ele nunca tenha se importado com a relação deles quanto ela", explicou a atriz.

Publicidade
Publicidade

Com relação a criação de Mike Jr. e seu novo relacionamento com Jacob, Sarah Wayne Callies esclarece que, no momento, seu filho é a coisa mais importante de sua vida.

"Eu julgava ser impossível Sara e Jacob levassem suas vidas sem a sombra de Michael Scofield sobre eles. Mas apesar de seu infinito amor por Michael, ela e Jacob conseguem trazer segurança e conforto um para o outro. Eles conseguem provocar momentos bons, risadas. E realmente é algo bom, muito mais que algumas pessoas possuem. Mas a maior questão desta temporada é que Scofield não é mais a coisa mais importante da minha personagem, e sim Mike Jr, que foi um efeito colateral que nunca pediu por tamanhas complicações. Sara se esforça muito e trabalha demais para que possa proporcionar ao filho uma vida coerente e segura", pontuou.

Publicidade

Por fim, a atriz comentou a respeito do reencontro de Michael Scofield e Sara Tancredi.

"Determinadas partes de Michael só podem ressurgir com a presença de Sara. E para ele voltar a ser aquele homem, o herói, para se sentir completo, ele precisa de todas essas partes. Precisa dela. De certa forma, acho, seu irmão, Lincoln Burrows, sempre protegeu o corpo de Michael, enquanto Sara protegia sua alma. O que é nítido a esta altura de Prison Break é que tudo começou com um plano de Michael, que teve outro, e depois mais um, e novos desconhecidos e tudo isso o torna demasiadamente complexo. Contudo, o que mais importa para mim, é a que nível essas pessoas estão feridas após todos esses anos. Posso afirmar que será lindo, e emotivo, mas também doloroso", finalizou Sarah Wayne Callies.

#Televisão #Seriados #PrisonBreak