Quem acompanha "The Walking Dead", certamente se lembra de Lori Grimes, personagem vivida por #Sarah Wayne Callies. Porém, muito antes do seriado de mortos-vivos, a atriz deu vida a Drª Sara Tancredi em "Prison Break". Os dois #Seriados são exibidos na FOX. Com o revival de Prison Break sendo exibido, quase oito anos após o encerramento da série, o site AdoroCinema entrevistou Sarah Wayne para saber como foi para ela essa experiência.

"Para voltar a viver Sara, eu me dediquei a muitas pesquisas. Assisti novamente as temporadas iniciais e vários episódios das duas últimas. Li meus roteiros antigos e minhas anotações, pude ver que muitas coisas mudaram nesses anos. Sara se tornou mãe e esposa. Por isso eu a transformei em alguém mais adulta. Eu espero também ter evoluído como atriz neste tempo", esclareceu Wayne.

Publicidade
Publicidade

A atriz foi questionada a respeito do que aconteceu com sua personagem nesse período de sete anos.

"Resumidamente, o estado de luto em que ela entrou foi muito obscuro. Mike Jr foi o motivo de ela não ter se afundado. Ela transferiu seu amor e devoção por Michael Scofield (Wentworth Miller), para o filho. Quando se reestabeleceu, ela conseguiu se abrir e se casar novamente. Jacob não é, nem de longe, o grande amor de sua vida, mas está disposto a aceitar o que ela ainda pode lhe oferecer. É um cara legal e isso é cômodo. Então pode-se dizer que estava indo tudo bem, mas uma reviravolta vem por aí, afinal, é Prison Break", disse.

Com relação a ideia do revival, Sarah Wayne Callies afirmou que sua reação foi similar a de descobrir que Michael está vivo. Ela não acreditou no convite para retornar, e a produção levou dois meses para convencê-la de que o projeto iria sair do papel e afirmou ter se emocionado bastante, já que era uma atriz desconhecida até estrear em Prison Break.

Publicidade

Em seguida, Sarah explicou a razão de ainda se empolgar com a personagem.

"Eu sempre apreciei e respeite bastante o universo moral de Sara, bem como o de Michael e Lincoln. Eles estão dispostos a fazer a coisa certa, independentemente do que lhes custe. Não importa o custo ou a dificuldade de algo, o que lhes importa é fazer algo bom, e isso é lindo e simples. Eu adoro isso", ponderou.

Sobre a possibilidade de novas temporadas, a atriz explicou: "Não faço ideia, quando me convenceram a retornar para o projeto, me apresentaram nove episódios e fim de papo. Os boatos sobre uma sexta temporada são muitos, mas não sou eu quem toma as decisões, então estou tratando o revival como uma despedida. Porém, já disse isso uma vez, não é mesmo?"

Por último, Sarah Wayne Callies foi questionada a respeito da relação de Sara com Lincoln Burrows (Dominic Purcell) nestes sete anos que se passaram.

"Durante muito tempo, tudo que eles tinham era um ao outro. Principalmente nos anos em que estavam vivendo escondidos no Panamá, como fugitivos. Eu vejo ele como a pessoa que mais esteve presente na criação de Mike Jr, porém ele precisou seguir a própria vida. Linc, às vezes, parece ter alergia a uma vida comum e alegria, então acabou se encrencando de novo. Eles se respeitam, têm uma relação de muita confiança e se amam, afinal, eles sabem de tudo aquilo, tudo que houve e são só eles", finalizou.

Publicidade

#PrisonBreak