O terceiro episódio da quinta temporada de "Prison Break", intitulado "The Lair", foi ao ar na última terça-feira, dia 18 de abril. O capítulo teve dois pontos altos, um focado em Kaniel Outis/Michael Scofield (Wentworth Miller), e outro focado em Sara Tancredi (Sarah Wayne Callies).

Aviso: O conteúdo a seguir contém diversos spoilers e especulações a respeito do revival de Prison Break, siga por sua conta e risco.

Falando especificamente do caso de Sara, desde o primeiro episódio a médica vem sofrendo perseguições e atentados contra sua vida. Tudo teve início com a descoberta de que #Michael Scofield, seu antigo e verdadeiro amor, está, na realidade, vivo e detido no Iêmen.

Publicidade
Publicidade

O que mudou no terceiro episódio, é que Sara, além de finalmente ver o rosto das pessoas que têm tentado matá-la, agora ela tem uma ideia de quem está por trás do rouba da identidade de Michael, e quem a quer morta. O nome citado foi "Poseidon", claramente um codinome para "Paul Kellerman". Ao menos, é para este personagem que os indícios apontaram.

No segundo episódio, Kellerman insistiu incessantemente que Sara parasse de beber água em sua garrafinha de plástico e bebesse em um copo de vidro. Eis que nesse momento, as impressões digitais da personagem ficaram marcadas no copo, e posteriormente foram utilizadas para hackear o celular da mesma.

Kellerman detinha diversas informações a respeito de Kaniel Outis, e desacreditava que Michael fosse inocente, inclusive chegou a deixar Sara em uma posição de dúvida quanto ao caráter do pai de seu filho.

Publicidade

O curioso é que logo em seguida, a médica procurou seu atual marido, para conversar sobre suas dúvidas sobre Michael e Jacob insinuou que Scofield era um manipulador. Kellerman e Jacob estariam juntos nisso?

Os dois agentes que perseguem Sara, ficam indignados por precisarem "pegar leve" com a personagem e não poderem tirar sua vida. Caso Jacob esteja realmente envolvido no caso, explicaria a razão da personagem não poder ser morta.

Além do mais, as teorias indicam que Sara nada mais é que uma moeda de troca para que Michael assuma a identidade de Kaniel Outis. O que reforçou esse ponto, foi a cena final do episódio, onde Michael Scofield afirma que tudo que ele fez, toda essa mentira, foi por ela. E ele também sabia que se morresse, deixariam sua amada em paz.

O próximo episódio será transmitido na FOX, na próxima terça-feira, dia 25 de abril, às 23 horas.

#Seriados #PrisonBreak