Neste sábado, 22, Marcos Harter jogou uma grande bomba na imprensa brasileira. Através do seu Facebook, ele divulgou uma enorme carta, em que acusa Emilly de ter sido a responsável por sua expulsão no 'Big Brother Brasil'. A sister, após a saída do médico do programa, chegou a chorar dizendo que sentia sua falta. Ela até usou uma pulseirinha preta, a qual garantia ser um sinal de 'luto' por ter perdido Marcos da competição. Ele foi retirado do programa da TV Globo sob a acusação de agressão. No texto em que divulgou no Facebook, Marcos garante que no dia de sua expulsão, Emilly foi quem determinou se ele sairia ou não da atração.

No texto, como mostra uma reportagem do R7, o cirurgião acusa Emilly de pedir à TV Globo que ele fosse expulso da atração e, com isso, perder a chance de lutar por um milhão e meio de reais.

Publicidade
Publicidade

Segundo o cirurgião, tudo mudou na relação entre ele e a morena, quando houve o paredão com Marinalva, no qual ela foi eliminada com grande índice de rejeição, 77%. A torcida do lado de fora gritava que Marcos era "campeão'. Para ela, Emilly mudou, pois sacou que o médico era o seu único adversário a ser batido. O profissional da saúde revela que o comportamento da morena se alterou e que ele foi determinante para o seu fim no jogo.

Por fim, Marcos diz que, assim como no programa, fora dele a estudante do Rio Grande do Sul negaria e espernearia até o fim que não cometeu tal "delito", mas que a maior prova do que fez foi a consciência pesada demonstrada ao sair do confessionário. No dia da expulsão de Marcos, a vencedora do #BBB 17 conversou com os médicos e teria mostrado o suposto machucado provocado por seu affair.

Publicidade

Ao deixar o confessionário, a sister bradou: "Meu Deus, o que eu fiz?". Harter termina sua carta dizendo que seu amor aqui fora valeria muito mais do que qualquer dinheiro ganho pela ex e que coisas como caráter não se compram.

Além de Marcos, uma matéria do portal de notícias IG (repercutida pelo site 'Hora Brasil) diz que a gaúcha teria confirmado na delegacia que se sentiu sim agredida pelo parceiro. O depoimento dela teria sido terminante para que Marcos fosse indiciado com base na Lei Maria da Penha. Especialistas em direito indicam que, caso condenado, o ex-BBB pode ficar preso de um a três anos. A TV Globo garante que está dando todo o apoio jurídico ao ex-participante do reality show.

E você, o que achou da acusação de Marcos em revelar que Emilly teira pedido sua "cabeça" para evitar perder o prêmio principal do BBB? Deixe o seu comentário. Ele é sempre pertinente e ajuda no diálogo.