O Domingo Espetacular deste domingo (9) trouxe à tona um novo fato até então desconhecido do público e que pode causar mais uma #reviravolta. Segundo a reportagem, o processo que caminhava com o cantor Victor, da dupla #Victor e Leo, indiciado por vias de fato por denúncia de sua esposa, foi paralisado por motivo ainda desconhecido.

O caso já sofreu algumas viradas incríveis. Primeiro, Poliana Bagatini denunciou Victor de tê-la derrubado no chão e a chutado por várias vezes. No dia seguinte, esteve no IML (Instituto Médico Legal) de Belo Horizonte (MG) fazendo o exame de corpo de delito. Ainda neste dia, a esposa publicou na internet uma #carta que isentava o marido de todas as acusações.

Publicidade
Publicidade

O público questionou o conteúdo da carta, pois ela estava datada de 2016 e apenas assinada por Poliana. A carta foi toda digitada. O próximo fato sobre o assunto foi a divulgação do exame que deu negativo para as agressões. Dias depois outra reviravolta. A delegada do caso afirmou que a perícia das câmeras de segurança mostraram que o cantor chegou às vias de fato com sua esposa e decidiu-se indiciar o cantor. Vias de fato não é crime e sim contravenção.

O processo corre em segredo de justiça. Entretanto, como divulgou o Domingo Espetacular, da Record TV, Poliana afirmou na polícia, dez dias depois da acusação, que foi coagida (ou forçada) a escrever a carta e no mesmo dia o documento “desapareceu” da internet. Leia o conteúdo da carta abaixo:

Outra reviravolta no caso pode acontecer.

Publicidade

Isso porque o programa referido apurou que o processo contra o cantor foi suspenso e uma das hipóteses levantadas seria a possibilidade de reenquadrar a violência. Se for constatada a coação, o cantor pode ser indiciado por outros crimes de maiores penas e o processo pode perder o sigilo.

O Domingo Espetacular também indicou que o casal está separado desde que o caso veio a público.

O outro lado

Victor também falou em sua defesa. Logo quando foi indiciado, o cantor fez um vídeo dizendo que o caso está sendo devidamente apurado pela Justiça e que ele não agrediu e machucou ninguém. Apenas conteve uma pessoa que se encontrava descontrolada no intuito de proteger sua filha. Acrescentou que faria novamente, já que o ato visava preservar a criança.

A mãe de Victor também denunciou Poliana por injúria qualificada, pois alegou que a ex-nora a agrediu verbalmente. Em seu depoimento, ela disse que Poliana chegou descontrolada a sua casa, no mesmo prédio onde morava o casal, e começou a agredir e quebrar objetos de decoração da casa.

Então, Victor foi acionado e, chegando ao apartamento de sua mãe (que fica no andar de baixo), tentou conter o descontrole da esposa, que disse que iria levar a filha do casal à força da casa da avó. Poliana está grávida de cinco meses.

Assista ao vídeo da defesa de Victor: