O relacionamento que a estudante gaúcha #Emilly Corrêa e o cirurgião plástico #Marcos Harter mantiveram na casa do Big Brother Brasil 17 durante o tempo de confinamento foi a mola propulsora que os levou até a reta final do programa. Marcos saiu antes por suposta agressão a namorada. Ela ficou na casa, chorou sua saída e faturou o prêmio de R$ 1,5 milhão na noite desta quinta-feira (13).

Mas amor de BBB não sobe a serra. Ou melhor, não sai da casa. O clima entre os dois na final foi de total frieza. Nem parecia o casal que transou diversas vezes embaixo dos edredons do reality show, diante de câmeras que entram na casa de milhões de brasileiros.

Publicidade
Publicidade

Os dois não se cumprimentaram quando Emilly deixou a casa com a notícia de que havia faturado a bagatela de R$ 1,5 milhão e se tornou a mais nova milionária do Brasil aos 20 anos de idade.

“Eu criei um Marcos que não existe. Minha irmã mandou eu não falar com ele no programa e eu obedeci. Nem pensei. Sai do programa e minha irmã mandou eu não falar com ele. Não falei (sic)", explicou Emilly depois do fim do reality show.

Pela fala da vencedora do BBB17, Marcos já é coisa do passado. Um passado que terminou na segunda-feira (10), quando o médico foi expulso da casa mais vigiada do Brasil acusado ter agredido a parceira.

As supostas agressões de Marcos a Emilly causaram comoção em quem assiste ao reality show e a polícia investiga o caso. A Globo, após constatar que havia indícios de agressão em Emilly, decidiu expulsar o cirurgião do BBB17.

Publicidade

Marcos

Segundo informação divulgada pelo jornal Extra, do Rio de Janeiro, Marcos, que estava confinado em um hotel desde que o BBB acabou para ele, teria dito a pessoas próximas que não quer saber de Emilly.

Talvez tenha sido essa informação que a irmã da estudante, Mayla, que também esteve na casa no início do jogo, leu e por isso pediu a mana, como costumam se chamar, para manter-se longe de Marcos.

Os fãs do casal “Mally” lamentaram nas redes sociais. Para alguns, Emilly está certa em terminar porque teria sido humilhada pela família e amigos de Marcos. Para outros, Marcos está com a razão.

O fato é que o que manteve os dois na casa foi justamente o relacionamento e a luta contra todos em volta.

Término

Muitos relacionamentos se iniciaram e terminaram na casa mais vigiada do Brasil, mas nenhum teve a intensidade, em todos o sentidos, do de #Emilly e Marcos. Nenhum, também, terminou como o deles, de forma desastrosa.

Na segunda-feira, antes de Marcos entrar no confessionário e sair de lá direto para a rua, os dois se amavam. Quatro dias depois, não se amam mais. As coisas mudam rapidamente no jogo do amor e do Big Brother Brasil.