Uma cena da novela 'A Força do Querer', exibida às nove horas da noite, quase acabou em tragédia. É o que noticiou o colunista Léo Dias, do jornal 'O Dia' e do 'Fofocalizando', do SBT. Em uma cena gravada na semana passada, a emissora decidiu usar um bebê de verdade em uma cena que envolvia água. O caso aconteceu sem a supervisão adequada. Como se sabe, essas cenas costumam demorar muito para serem feitas e, aparentemente, faltou cuidado na produção, que poderia ter utilizado um boneco ou efeitos especiais nas imagens. A criança teria sido retirada às pressas da gravação e internada com efeitos de hipotermia, que é quando há uma mudança corporal muito grande no corpo, por conta da diminuição da temperatura.

Publicidade
Publicidade

De acordo com informações do colunista Leo Dias, do jornal 'O Dia', a sequência mostrava um parto à beira de um rio e a produção colocou uma criança de três meses para fazer parte das filmagens. A gravação teria ocorrido na semana passada, mas apenas agora foi denunciada em todo o Brasil. Diversos meios de comunicação replicaram a nota do jornalista, que, nos últimos tempos, passou a ter mais credibilidade, já que noticiou diversas situações envolvendo celebridades e que acabam sendo certeira. Uma delas foi a do assédio sexual com o ator José Mayer. O repórter deu destaque à essa informação, que rapidamente ganhou destaque em outros meios de comunicação, até que todos os detalhes fossem expostos em uma matéria do jornal 'Folha de São Paulo'.

Uma reportagem do jornal 'Ibahia' dá mais detalhes sobre o que teria acontecido a criança.

Publicidade

Ela foi exposta à uma temperatura baixa, que fez com que o corpo caísse de 37 para 35 graus. De acordo com Léo Dias, por conta da informação envolvendo o bebê, o canal decidiu punir sua equipe. A suspensão dos trabalhos teria sido por trinta dias corridos. Nesse meio tempo, eles não vão receber um centavo da emissora. Entre os envolvidos na quase tragédia, estariam um gerente de produção, outro produtor e até um dos diretores de 'A Força do Querer', foram afastado. O diretor foi identificado como Davi Lacerda.

Posição do canal após denúncia

A emissora ainda teria analisado se demitiria ou não seu funcionários, mas somente não fez isso, pois o diretor geral do folhetim, Rogerio Gomes, mais conhecido como Papinha, decidiu apoiar a equipe. A Globo teria sido procurada pelo colunista e apenas comentou que não dá informações sobre assuntos internos. #Famosos