Alguns famosos acabam terminando uma relação duradoura e profissional com algumas pessoas de forma bem trágica, como aconteceu com a rainha dos baixinhos, #Xuxa. A apresentadora perdeu uma ação judicial e será obrigada a pagar uma indenização a um fotógrafo que a acompanhou durante muito tempo de sua carreira na Rede Globo. Xuxa é considerada polêmica quando o assunto são processos judiciais que envolvem sua imagem, ela já conseguiu fazer o Google retirar, permanentemente, dezenas de vídeos de um filme que a loira participou e que ela odeia ser mencionada, chamado ‘Amor Estranho Amor’.

Publicidade

No entanto, dessa vez parece que a rainha dos baixinhos não conseguiu se sair bem e terá que pagar uma fortuna para o fotógrafo Xicão Jones.

Publicidade

A loira foi condenada pela justiça brasileira [VIDEO]a pagar 180 mil para o profissional que trabalhou 13 anos para a apresentadora de programa infantil. O processo aconteceu após o fotógrafo perder acesso aos materiais fotográficos que ele produziu para a rainha dos baixinhos. Quando deixou o emprego ao lado da loira, o profissional perdeu o acesso a todos as fotos tiradas por ele por mais de uma década trabalhando para Xuxa Meneghel.

A apresentadora perdeu o processo após o fotógrafo alegar que, além de não ter mais acesso a todos os arquivos, a loira também utilizou suas imagens em diversos produtos publicitários e também em revistas. Ao usar as imagens do fotógrafo, a apresentadora não colocou os créditos obrigatórios nos arquivos, que pertencem a Xicão, mesmo que ele tenha sido demitido pela apresentadora de programas infantis, que mais fez sucesso no Brasil [VIDEO]..

Publicidade

Por ter utilizado o material sem a permissão do fotógrafo, Xuxa Meneghel terá que devolver tudo que foi feito por Xicão, conforme a decisão judicial. Ao todo serão devolvidos 129 mil arquivos, que variam entre fotos digitais e negativos produzidos pelo fotógrafo, que em nenhum momento vendeu os direitos autorais sobre as suas fotografias para a apresentadora. Xuxa ainda pode recorrer da decisão que foi proferida em primeira instância, mas dificilmente ela conseguirá vencer a ação, que é considerada trabalhista.

O fotógrafo continua com os direitos autorais sobre as imagens, já que foi contratado como fotógrafo, mas em nenhum momento foi negociado o direito autoral sobre seus arquivos, que possuem um valor artístico conferido ao autor das imagens. #2017