Marcos Harter foi expulso do #bbb17 na última segunda-feira (10) depois de ser acusado de agressão e de assédio moral contra sua namorada Emilly, a gaúcha é uma das finalistas desta edição e disputa o prêmio de 1,5 milhão de reais com Ieda e Vivian.

Marcos e Emilly viveram uma relação de amor e ódio com incontáveis "DRs" que duravam horas e horas e depois terminavam fazendo as pazes sob o edredom. Com tudo nas últimas semanas de confinamento o médico começou a ter um comportamento cada vez mais agressivo e ele literalmente surtou tanto em relação aos demais participantes e com Emilly também.

O estopim para sua expulsão e abertura de inquérito onde o médico vai responder a justiça por agressão, foi a briga calorosa entre ele e a gaúcha depois da festa que aconteceu na noite de sábado na casa mais vigiada do Brasil.

Publicidade
Publicidade

Totalmente alterado Harter encurralou Emilly contra a parede debaixo da escada e com dedo em riste gritava com ela, que amedrontada não teve nenhuma reação, a não ser dizer para ele que o médio a estava machucando.

Imediatamente milhares de pessoas pediram a expulsão de Marcos do BBB17 por agressão e violência doméstica. O caso foi parar na justiça e nesta quarta-feira ele foi até a Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá, Rio de Janeiro, para prestar depoimento. Saiba mais aqui.

De acordo com o portal de notícias online TV Foco, ao sair da delegacia depois de fazer os devidos esclarecimentos, Marcos se deparou com muitos fãs que aguardavam sua saída, ele saiu sem falar com a imprensa, apenas acenou para suas admiradoras. Porém algo chamou a atenção de todos que estavam no local, várias mulheres que estavam por lá gritavam: "me bate"!

Amado e odiado esta é a realidade de Marcos

Embora a grande maioria das pessoas que assistiram as cenas violentas de Marcos em relação a Emilly, continuam acreditando que o médico é um monstro, outras tantas parecem não enxergar a seriedade do crime de agressão contra as mulheres.

Publicidade

Mesmo depois de vir a público e pedir desculpas através de uma rede social, afirmando que jamais teve a intenção de agredir fisicamente a Emilly ou a qualquer outro participante, Marcos continua sendo execrado pela opinião pública. E ele ainda vai enfrentar outros problemas com a justiça, já que uma ex-colega de trabalho do médico entrou com um processo por danos morais.

A atitude das fãs (mulheres) que esperam por Marcos na saída da delegacia, que chegaram a gritar pedido que o médico batesse nelas, mostra o quão a #violência contra mulher é desprezada e ignorada até mesmo por suas vítimas.

Veja vídeo de Marcos deixando a delegacia:

Qual a sua opinião a respeito da atitude destas fãs? Você acha que a violência contra a mulher é levada a sério no Brasil? #Big Brother Brasil