Nesta segunda-feira, 8, um grande nome da dramaturgia mundial morreu, mas apenas nesta quarta-feira, 10, a notícia de sua morte repercutiu no mundo inteiro. Aos trinta anos, a atriz Mary Tsoni pode ter cometido o suicídio. Pelo menos é isso o que a imprensa mundial tem colocado como a principal razão para o seu falecimento. Ela estrelou muitos filmes conhecidíssimo e de grande credibilidade, sendo que um deles levou a mulher, que nasceu na Grécia, a concorrer ao Oscar de Melhor filme estrangeiro. 'Dente Canino', de 2009, concorreu à estatueta dois anos depois, em 2011, mas acabou não levando para casa o prêmio mais importante do cinema mundial.

Publicidade
Publicidade

Jornais gregos dão detalhes sobre como Mary teria sido encontrada. O seu corpo sem vida foi achado já sem vida em um apartamento que morava em seu país natal, a Grécia. Ainda não há uma revelação mais certa sobre o que teria levado à morte tão repentina da profissional das telonas, mas segundo a imprensa grega, ela sofria de depressão profunda. Mary também liderou até 2009 liderava a banda punk Mary and The Boy. Tsoni acabou ficando conhecida por um visual triste durante as apresentações. Assim como toda morte "estranha", o corpo dela deve passar por uma perícia no que é na Grécia semelhante ao que no Brasil chamamos de Instituto Médico Legal.

A morte da jovem atriz ganhou não apenas os principais meios de comunicação da Grécia, mas também do mundo, já que foi extremamente repentina.

Publicidade

Muitos fãs utilizaram as redes sociais para mandar mensagens de pêsames à família e amigos, além de consternar a saudade que sentiam.

Em seu filme mais famoso, 'Dente Canino', a jovem interpretava uma das três adolescentes que vivia sem poder sair de casa, confinadas juntas. Ela a a atriz Angeliki Papoulia chegaram a dividir importantes premiações.

Veja abaixo a foto da atriz em seu filme de maior sucesso, 'Dente Canino', rodado no ano de 2009.

Deixe seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo.

Serviço muito importante: No Brasil, existe o trabalho do Centro de Valorização da Vida, o CVV, para ajudar pessoas que estão passando por momentos tristes ou de grande depressão. A entidade não ajuda apenas as pessoas depressivas, como também as suas famílias. Para entrar em contato, ligue para o número 141. A ligação é gratuita e pode ser realizada de qualquer parte do país. É´possível também fazer esse contato através do site da instituição. O CVV ajuda milhares de pessoas todos os anos. #Famosos