Morreu na noite da última sexta-feira (19), um dos maiores nomes do rock nacional. O cantor Kid Vinil ficou 1 mês internado no Hospital TotalCor, após sofrer uma parada cardíaca. O corpo foi velado no nobre Waldemar Lopes Ferraz, conhecido como Salão dos Espelhos, na Assembleia Legislativa de São Paulo. Familiares e amigos do cantor foram ao local prestar suas últimas homenagens. O cachorro do cantor também foi levado ao funeral para se despedir do dono.

A morte de Kid Vinil pegou muita gente de surpresa. O cantor, que era diabético, sofreu um mal súbito após um show na cidade de Conselheiro Lafaiete (MG). Ele foi levado ao hospital da cidade para receber os primeiros atendimentos, assim que foi diagnosticada a parada cardíaca, o cantor foi levado de helicóptero para o Hospital da Luz, na Vila Marina, e, em seguida, para o Hospital TotalCor, onde veio a falecer.

Publicidade
Publicidade

O velório do cantor foi marcado pela presença de várias personalidades do meio artístico, entre ele, o rapper Thaíde, o vocalista do Ultraje a Rigor, Roger e o ex-VJ Thunderbird. O funeral também teve a presença de um amigo muito especial do cantor. O cachorro de estimação dele foi levado ao local para ver e se "despedir" do seu dono. A reação do cão surpreendeu muitos que participaram da cerimônia. Além de se manter próximo ao caixão, o cachorro parecia estar triste durante todo o tempo. Nas imagens do funeral, é possível ver ele deitado embaixo do caixão. Em outro momento, um amigo do cantor levantou o cão para que visse seu dono mais de perto.

A cenas do cachorro dando "adeus" ao dono comoveu muitos internautas. "Cachorros são os maiores e mais verdadeiros amigos e companheiros de uma vida, parece que ele sentiu o que aconteceu", escreveu um leitor do site G1.

Publicidade

"Grande perda para o rock nacional! Descanse em paz! Espero que quem venha a ficar com o cão que o trate com muito amor!", escreveu outro internauta.

Kid Vinil começou a ser conhecido nacionalmente ainda nos anos 80, com a banda Magazine, que antes chamada "Verminose". Mas a carreira de Vinil não ficou restrita a música. Ele também teve projetos voltados à TV. . Em 1987, o cantor participou de um programa na TV Cultura. Nos anos 90, o cantor lançou seu primeiro livro. Intitulado Almanaque do Rock, o livro trazia um pouco da história do rock a partir dos anos 50. Mais recente, o cantor teve a sua biografia escrita pelo jornalista Ricardo Gozzi e foi um sucesso de vendas.

#Luto #KidVinil