Morreu na tarde desta sexta-feira (19), aos 62 anos, na UTI do Hospital da Luz, em São Paulo, o cantor e apresentador Kid Vinil. Ele estava internado desde o último dia 16 de abril, quando passou mal durante um show na cidade mineira de Conselheiro Lafaiete. Após alguns dias internado no Hospital Maternidade São José, ele foi transferido para São Paulo. Já durante a tarde, amigos e familiares informavam que o estado de saúde do artista era crítico. Pelas redes sociais, vários artistas lamentaram a perda do cantor. “Acabei de receber a mais triste notícia de que meu amigo e professor #Kid Vinil faleceu hoje a tarde”, escreveu o cantor Luiz Thunderbird.

Publicidade
Publicidade

“Kid querido... meu professor ... descanse em paz ...”, escreveu João Gordo.

No dia 16 de abril, após ser a primeira atração de uma festa retrô, realizada no Clube Dom Pedro II, Kid começou a sentir-se mal e foi atendido pela equipe médica do clube onde acontecia o evento e posteriormente levado a um hospital da cidade. Kiko Zambianchi e Ritchie eram outros cantores que se apresentariam, mas por conta do ocorrido a festa foi encerrada.

Na ocasião falou-se que ele havia tido um infarto, fato negado por sua produção. Após uma campanha para levantar recursos, dois dias depois ele foi transferido para São Paulo, onde ficou internado na UTI.

A carreira

Nascido na cidade de Catedral, no interior de São Paulo, Antônio Carlos Senefonte, nome de batismo do cantor, era um ícone dos #Anos 80 e estourou nas paradas de sucesso à frente dos vocais da Banda Magazine, que dentre vários sucessos destaca-se a música “Comeu”, tema da novela “A Gata Comeu”, recentemente reprisada pelo canal por assinatura Viva, além de “Tic-Tic Nervoso” e “Sou Boy”.

Publicidade

Sua carreira não se resumiu apenas a musica. Ele também trabalhou na televisão, onde apresentou os programas Boca Livre e Som Pop, ambos da TV Cultura, e Mocidade Independente, na TV Bandeirantes. Como VJ da emissora musical MTV apresentou vários programas, como Lado B, que exibia clipes de bandas alternativas. Atualmente ele tinha um programa na Rádio 89, que também se manifestou sobre a morte do cantor. “No final da tarde Kid Vinil nos deixou. Ficam aqui os nossos sentimentos aos familiares. Valeu Kid! Descanse em paz, amigo…”.

Paralelo ao trabalho de apresentador na rádio paulista, Kid Vinil também viajava pelo Brasil com sua banda Xperience. Em 2015, teve publicada sua biografia, chamada “Um Herói do Brasil”, feita em parceria com o músico Duca Belintani e o jornalista Ricardo Gozzi. #Luto