Depois de lutar pela vida mais de um mês internado em um hospital, Kid Vinil, de 62 anos, não resistiu e deu adeus a este mundo, na tarde desta sexta-feira (19). Ele havia passado mal há pouco mais de um mês durante um show no interior de Minas Gerais, onde foi atendido inicialmente.

Constatado o caso grade do cantor, compositor e radialista, ele foi transferido de helicóptero para um hospital na Zona Sul de São Paulo. Novamente o cantor precisou ser deslocado de hospital, agora para um especializado em doenças do coração, o TotalCor.

Ele foi colocado em coma induzido, que reduz as funções vitais no intuito de tentar acelerar sua recuperação.

Publicidade
Publicidade

Entretanto, por conta do agravamento do caso, #Kid Vinil não resistiu e faleceu. Kid, que era diabético, sofreu uma parada cardíaca, no show de 15 de abril.

O show que Kid fazia em Conselheiro Lafaiete, interior de Minas Gerais, contava também com a presença de outros astros dos anos 1980, como Kiko Zambianchi e Ritchie, dono do hit Menina Veneno. Após sua internação, amigos chegaram a pedir oração aos fãs para buscar a recuperação de Kid. Mas todos já sabiam que se tratava de um quadro gravíssimo. Amigos inclusive, chegaram a fazer uma “vaquinha” para auxiliar na remoção e tratamento do canto querido.

Banda Magazine - anos 80

Kid Vinil, ou Antônio Carlos Senefonte, nasceu em Cedral, uma pequena cidade no interior de São Paulo, em março de 1955. Em sua carreira e foi sucesso em tudo que fez.

Publicidade

Aturou como cantor da banda Magazine, fez carreira solo, foi VJ, jornalista musical, radialista e, por último, também DJ.

Ele surgiu para a cena do rock e punk nacional com a banda Verminose, que posteriormente veio a se chamar Magazine. Tocavam com ele na banda Ted Gaz, Lu Stopa e Trinkão.

Os três mais sucessos da banda, são cantados até hoje por jovens e adultos, e por que não os vovôs do rock? Quem não se lembra da música "Tic Tic Nervoso"? Ou daquele que ele cantava sensualizando, “Sou Boy” e do tema de novela “A Gata Comeu”.

Estas três músicas renderam ao grupo musical todos os prêmios de discos possíveis na época, além de serem as músicas mais tocadas até 2003. Em 2004, a banda acabou e Kid continuou tocando sucessos em carreira solo.

O cantor também migrou para a TV, trabalhando nas emissoras MTV e também na TV Cultura, onde apresentou “Boca Livre” e o “Som Pop”. Kid planejava nos próximos dois anos escrever um livro com a história do rock nacional, mas esta ele contará no céu!

Confira algumas fotos antigas e atuais de Kid Vinil, que morreu nesta sexta-feira.

Publicidade

Homenagens dos amigos João Gordo, Serginho Groissman e #Arnaldo Antunes pelas redes sociais:

João Gordo:

Arnaldo Antunes:

Serginho Groissman:

#Morte