Atualmente, a novela 'Tieta' está sendo reprisada, aos domingos, pelo canal a cabo 'Viva'. Nela, os telespectadores estão podendo ver um pouco melhor o trabalho de uma grande atriz, mas que deu uma sumida da mídia nos últimos tempos, Claudia Alencar. Sucesso pela beleza e talento, Claudia deu uma entrevista nesta terça-feira (16), ao portal de notícias UOL, na qual dá detalhes dramáticos sobre sua vida e revelou que sofreu todos os abusos que uma mulher poderia ter sofrido. A começar, quando ainda era criança, a atriz revela que sofreu abusos do próprio pai. Ela era espancada todas as vezes que, por exemplo, não aceitava realizar uma simples tarefa doméstica.

Publicidade
Publicidade

Ao ficar adolescente e, por ter um corpo bonito, ela sofria assédio sexual dos homens nas ruas. Para evitar que algo pior acontecesse, Claudia procurava um caminho mais longo, porém, mais seguro e capaz de dar a ela alternativas.

Já quando estava na escola superior de Artes, ela passou pelo pior dos abusos. Alencar revela que foi estuprada. Ela revela que participou de um grupo teatral de protesto. O grupo de manifestava nas ruas e realizava crimes, como assaltos. A atriz, no entanto, nega ter participado das ações criminosas e diz como sofreu com elas. Foi na ditadura que a famosa teria sido estuprada. Ela diz que isso não foi nada fácil e que acreditou que, após o episódio, nada mais em sua vida seria capaz de derrubá-la. "Depois disso, achava que nenhum assédio poderia mais me abalar, poderia me derrubar.

Publicidade

Me enganei. Foram dez anos dizendo ‘não’ a diretores e produtores porque eu queria um papel bom sem barganhar uma noite de sexo", disse #Claudia Alencar em um depoimento revelador, que mostra aos fãs a realidade por trás de tanto glamour.

Segundo Claudia, um professor a ajudou a estar em seu primeiro trabalho, 'Roda de Fogo'. Ao ir aos ensaios e testes de novelas, no entanto, mais frustração. Os diretores sempre começavam lendo os textos do folhetim, mas, em seguida, faziam propostas indecentes e queriam uma relação íntima com as atrizes por conta do papel. Ela disse nunca ter aceito essas propostas e que sempre saía dos locais dos ensaios completamente arrasada.

Sobre as últimas polêmicas envolvendo assédio sexual na televisão, a atriz diz que nada mais a surpreende e que toda mulher bonita passa por esse tipo de situação, não apenas na televisão, mas também nos mais diversos ambientes de trabalho, já que a cultura continua sendo preponderantemente machista.