O polêmico apresentador do programa Cidade Alerta, que vai ao ar diariamente na emissora Record, #Marcelo Rezende teve que ser internado às pressas em São Paulo. Rezende vinha sentindo algumas dores na região abdominal, e até então ignorando os sintomas por conta dos compromissos profissionais. Infelizmente as dores só pioraram, e na manhã desta segunda-feira, 8, o apresentador famoso por seu bordão 'Corta Pra Mim', teve que ser internado de emergência. #Geraldo Luís, um de seus melhores amigos, que também apresenta um programa na mesma emissora, foi o responsável por levá-lo até o hospital.

O apresentador do 'Domingo Show', também conhecido como o 'Seu contador de histórias', mora no mesmo condomínio de Marcelo Rezende.

Publicidade
Publicidade

O comunicador, enfermo, foi levado ao hospital Albert Einstein, na capital paulista, um dos melhores do país, e o preferido pelas celebridades endinheiradas. É o mesmo hospital que, por exemplo, Silvia Abravanel, filha de Silvio Santos, foi internada na última semana, com pneumonia. Silvio Santos também sempre recorre quando necessário aos recursos desse hospital de referência.

Conforme as informações repassadas por Flávio Ricco, colunista do UOL, Geraldo Luis levou e ficou acompanhando o amigo no hospital. Marcelo, sempre bem humorado, não perdeu tempo e publicou em seu Instagram oficial uma foto com o amigo. Na legenda ele valoriza a importância de amizades sinceras, como é o caso de Geraldo Luis, e ainda brinca com o amigo, chamando-o de 'Shrek rebolation' .

O apresentador, de 65 anos, cumpriu uma série de exames no hospital, mas não deu detalhes sobre o que realmente aconteceu e o que ocasionou o problema de saúde.

Publicidade

Sabe-se tão somente que o apresentador está sendo acompanhado no hospital por, além do amigo, seus cinco filhos.

O programa diário de Marcelo Rezende, 'Cidade Alerta', será, em sua ausência, apresentado por seu pupilo Luiz Bacci. Mas essa substituição, conforme também apurado pelo colunista do UOL, já estava planejada, já que Rezende já havia pedido alguns dias de folga para seus diretores e sua emissora, a Record.

Rezende era um grande nome global, que abriu portas na TV para o jornalismo policial mais violento - e quem diria, na Globo, tão tradicional. Ele comandou no ano de 2000 o programa Linha Direta, que trazia casos de violência não esclarecidos, apresentava uma simulação do caso em forma de 'novela' e pedia que os telespectadores ajudassem a identificar os suspeitos do caso. Muitas prisões foram efetuadas a partir do programa. Em 2012 ele migrou para a Record.

O #estado de saúde de Marcelo Rezende, não havia sido divulgado até o fechamento desta matéria.O status apresentado é de segunda-feira,8, às 13hs.