Na noite dessa terça-feira, 2, vazou nas redes socais o documento que mostra o depoimento dado pela ex-BBB #Emilly Araújo à polícia do Rio de Janeiro. Nele, a gêmea mostra que sofreu agressões do seu ex-namorado, #Marcos Harter, enquanto os dois namoravam na casa do Big Brother Brasil 2017. Ela também conta que não foi somente uma vez que foi agredida pelo cirurgião plástico, e que por quatro vezes recebeu investidas agressivas do médico. A gêmea diz que apesar de todo o sofrimento que teve nesses episódios, ela parava para refletir e acabava perdoando o cirurgião plástico – que foi visto por algumas vezes pedindo desculpas à gaúcha por ter cometido alguns atos.

Publicidade
Publicidade

No texto, Emilly também diz que a 'gota d’água' que motivou de vez o afastamento dela com relação a Marcos aconteceu depois de uma das últimas festas realizadas na casa onde ela foi encurralada na parede pelo cirurgião plástico e teve o braço apertado por ele – tal fato causou um hematoma roxo na gaúcha.

O texto diz que apesar de todas as agressões sofridas por Emilly, a gaúcha perdoava Marcos: “E ela, muito apaixonada, o perdoava não se dando conta de que aquele relacionamento estava lhe fazendo mal”, revela um dos trechos do documento. A gaúcha também disse aos policiais que não tem a intenção de tomar medidas protetivas contra Marcos e, também, nunca pensou em prejudicar o seu ex-namorado.

Publicidade

Ela contou em detalhes o que aconteceu no último episódio de agressão, que a motivou a procurar a integrante com mais experiência na casa, Ieda, e contar o que estava se passando entre ela e Marcos na casa.

Emilly disse a Ieda que estava com o braço dolorido e mostrou a parte onde Marcos apertou. A gêmea acabou descobrindo que o local, além de estar dolorido, também estava com um hematoma roxo, fato esse que impressionou a sua amiga Ieda. Não demorou muito para que Marcos fosse chamado ao confinamento e lá ele recebeu a notícia de que não faria mais parte daquela edição do Big Brother Brasil. Marcos chegou a reclamar que tal atitude da Globo teria sido motivada por um pedido da sua própria ex-namorada Emilly, no entanto, Tiago Leifert, apresentador, disse que a decisão foi tomada pela direção do programa, e não pela estudante.

Marcos, depois que saiu do programa, foi indiciado pela polícia por lesão corporal através da Lei Maria da Penha. O cirurgião plástico aguardou ao fim do programa em um hotel próximo do Projac. Ele também foi denunciado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro e nesse momento tanto o médico quanto a sua ex-namorada, atualmente, aguardam o processo, que corre atualmente na Justiça. #Emilly BBB17