O apresentador Silvio Santos é um dos homens mais admirados da história da televisão brasileira. Ele apresenta a mesma atração há pelo menos cinquenta anos. Nesta segunda-feira, 9, uma ex-atriz e dançarina do SBT deu detalhes do comportamento do comunicador, no passado. O que ela diz pode ser descrito hoje como assédio sexual. Em entrevista ao UOL, a atriz Neide Ribeiro, hoje com 68 anos, explica que o pai de Patrícia Abravanel desligava o microfone e falava coisas indecentes para as 'Silvetes', nomes que as bailarinas de seu programa recebiam na época. “Um dia, eu disse: ‘Silvio, se você me der uma cobertura nos Jardins, eu vou pra cama com você’.

Publicidade
Publicidade

Eu sabia que ele era miserável, não me daria coisa nenhuma”.

Não é a primeira vez que o comportamento de #Silvio Santos dá o que falar. Em outras oportunidades, as propostas sexuais feitas por ele, até mesmo no ar, foram vistas como apenas brincadeira. A ex-dançarina disse que o 'Homem do Baú' não fazia o tipo dela e que não deu muita corda para ele. De acordo com Neide, ele tinha um grande bafo. Ela compara o cheiro da boca do apresentador como azedo. Na época, em que ela propôs que o comunicador pagasse para ela uma cobertura em troca de sexo, Silvio teria dito que, no máximo, daria um cobertor para a moça. De acordo com a ex-Silvete, o mesmo acontecia com outras meninas.

Ela conta que Silvio Santos cantava as garotas de seu programa e que muitas saiam com ele. A ex-contratada do #SBT revela que muitas acreditavam que seriam capazes, até mesmo, de serem substitutas de Cidinha, primeira esposa do comunicador.

Publicidade

Cidinha bebia muito e, nessa época, já estava muito doente. O apresentador, como todos sabem, após ficar viúvo, casou-se de novo, dessa vez, com a mãe de Patrícia Abravanel, Dona Íris.

O UOL disse que entrou em contato com a assessoria do SBT, mas que foi informado que o apresentador não comenta notícias, dá entrevistas ou depoimentos. Neide também foi uma das principais atrizes das chamadas 'pornochanchadas', um verdadeiro sucesso nos cinemas brasileiros entre as décadas de 1970 e 1980. Ela ainda chegou a posar para muitas revistas.

A atriz ainda lembrou outra polêmica de assédio sexual, a que envolveu o ator José Mayer e a figurinista Su Tonani, que trabalhava nos bastidores de 'A Lei do Amor'. De acordo com a ex-Silvete, qualquer mulher bonita que trabalhou na televisão já sofreu o mesmo tipo de proposta, nas mais variadas épocas.