Quem assistiu ao programa "Domingão do Faustão" na noite do último domingo (21) pôde ver que ele dedicou uma boa parte do tempo à dar lição de moral à política brasileira, cobrando mais ética e clareza da classe e dizendo-se envergonhado com a #Corrupção no país, porém esqueceu de citar que aceita dinheiro do Grupo JBS, que está no olho do furacão. Parece que poucas pessoas vão sair ilesas da delação premiada de Joesley Batista, de alguma forma, as classes mais abastadas, parecem ter o 'rabo preso' na corrupção.

O querido "Faustão" mostrou-se, como toda a nação, irado com tanta roubalheira e falcatrua. A discussão ficou mais inflamada na hora do quadro "Show dos Famosos", quando o apresentador pediu a opinião sobre o caos político que o Brasil está mergulhado aos jurados Cláudia Raia, Miguel Falabella e o autor, Silvio de Abreu.

Publicidade
Publicidade

Obviamente todos demonstraram o quanto estavam indignados e cobraram o fim da corrupção. Até uma lição de moral e cívica surgiu no discurso.

Até aí está tudo certo todos, os brasileiros estão revoltados, amargurados e indignados com o novo escândalo envolvendo, dessa vez, o presidente Michel Temer, além de Aécio Neves, Joesley, Dilma Roussef, Lula e praticamente dodos os políticos brasileiros. Contudo, embora seja muito louvável essa revolta toda do nosso querido "Faustão", faltou ele dizer ao povo, que sempre fica de fora, que um dos anunciantes do "Domingão do Faustão" é justamente o Banco Original, instituição financeira controlada pela holding J&F, pertencente a ninguém menos do que o grupo de Joesley Ferreira.

Parece um pouco esquisito o apresentador cobrar e não dar o exemplo. Inclusive, no final do programa, ele ainda brincou com as pegadinhas.

Publicidade

"Num oferecimento do Banco Original, você assistiu as Cacetadas do Faustão". Para cobrar o fim da corrupção, precisa primeiro mostrar que não compactua, não adianta se indignar diante do Brasil e aceitar patrocínio de um dos maiores corruptos do país. Um belo exemplo à ser seguido foi dado por Tony Ramos. O ator, assim que soube do escândalo da Friboi "Carne Fraca", se disse triste e decepcionado e tratou de cancelar o contrato que tinha com os irmãos Batista, para uso de sua imagem.

Fátima Bernardes também tem um contrato com a empresa para uso de sua imagem nos comerciais da marca, mas, diferente do colega, ainda não se posicionou sobre o assunto. Tony Ramos confirma ter contactado advogados para quebra de contrato com a JBS. Para cobrar o fim da corrupção, não podemos fazer parte dela. #Política #Fausto Silva