Considerado um dos mais respeitados e irreverentes jornalistas e apresentadores de telejornais do país, Marcelo Rezende enfrenta atualmente a pior fase de sua vida. Ele, que aos 65 anos foi diagnosticado com um câncer no pâncreas, recebeu recentemente a triste notícia que seu tumor havia se estendido para o fígado, comprometendo o órgão.

O quadro clínico, que foi divulgado publicamente pelo apresentador há exatos sete dias, durante uma entrevista reveladora e comovente cedida ao programa de notícias Domingo Espetacular, da Record TV, chocou todos os fãs e telespectadores que acompanham a trajetória de #Marcelo Rezende ao longo de sua carreira como repórter e jornalista, causando uma espécie de comoção nacional.

Publicidade
Publicidade

Ele, que após notificar a doença teve seus exames clínicos avaliados pelos melhores endocrinologistas e oncologistas do país, recebeu durante esta semana a triste notícia de que seu quadro é visto como irreversível e de difícil cura pela ciência. De acordo com respeitado especialista e ex-presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Ney Cavalcanti de Albuquerque, o câncer pancreático desenvolvido em Marcelo Rezende é um dos tipos mais devastadores da doença, sendo que apenas 1% dos pacientes acometidos por esse tipo de câncer consegue sobreviver as altas doses de medicação pelas quais necessitam passar ao longo do tratamento químico e radiológico.

O médico, que aceitou participar de uma entrevista à Rádio Jornal, de Recife (PE), informou que lamentavelmente pacientes que apresentam o câncer pancreático em estado avançado, assim como o apresentador da Record, são geralmente desenganados pela ciência e a única opção que resta é o apego à religião, onde buscam a cura através de um milagre.

Publicidade

Indagado sobre os 1% que reagem bem ao tratamento e conseguem eliminar o nódulo maligno, Ney Cavalcanti ressaltou: ''Ainda que os pacientes retirem o nódulo, ainda assim continuará sendo um quadro muito complicado''. Questionado sobre como seria a vida de um sobrevivente após a retirada do tumor, o médico alerta: ''A sobrevida seria bastante limitada por se tratar de um câncer mau prognóstico, e na melhor das hipóteses, o paciente viveria por cerca de mais cinco anos''.

Marcelo Rezende, que atualmente se encontra afastado de sua rotina pública na TV, está em tratamento e constantemente envia notícias sobre seu estado de saúde aos seus milhares de fãs e seguidores através das redes sociais. #Câncer Marcelo Rezende #doença Marcelo Rezende