A doença de #Marcelo Rezende está causando muita preocupação no público brasileiro, especialmente depois do apresentador ter confessado publicamente que tem um câncer no pâncreas, mas que infelizmente também já se alastrou para o seu fígado. Tal como informa o site “RD1”, um médico especializado nessa doença específica, Dr. Ney Cavalcanti de Albuquerque, que já foi Presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, garante que a probabilidade de sobrevivência nesses casos se encontra no 1%.

De fato, desde que foi internado no início da semana passada, amigos e a própria Record, apesar de nunca ter revelado qual seria a doença e o motivo da internação do seu profissional, sempre deram a entender que Marcelo Rezende, com 65 anos de idade, estava atravessando uma fase muito complicada com seu estado de saúde crítico.

Publicidade
Publicidade

Foi preciso aguardar pelo último domingos, dia 14 de maio, para todo o público brasileiro saber, graças a uma entrevista dada por Marcelo antes de ser internado, todos os seus detalhes da sua doença grave.

Agora, e internado desde o passado dia 8 de maio, um médico tentou esclarecer o que realmente se passa com doentes como Marcelo Rezende. “É uma situação muito crítica. A cura realmente passaria por uma espécie de milagre”, revelou o Dr. Ney Cavalcanti de Albuquerque, afirmando que a probabilidade de sobrevivência e recuperação total é mesmo muito escassa.

Nas #Redes Sociais, muitos brasileiros, sabendo da gravidade e do perigo que a doença de Marcelo Rezende representa para a sua vida, estão enviando muitas orações e frases de otimismo para que o experiente apresentador da Record possa ler no #Hospital.

Publicidade

Até de uma forma um pouco inesperada, Marcelo Rezende tem estado muito ativo nas suas redes sociais, onde, além de várias fotos, compartilha muitos pensamentos e mensagens diretamente relacionadas a Deus e a sua fé. Apesar da probabilidade de sobrevivência ser reduzida, a verdade é que o apresentador garante estar confiante que vai conseguir ultrapassar essa sua doença grave, afirmando mesmo que, para quem já conseguiu aguentar cinco sogras, essa doença é apenas mais um obstáculo para a sua vida.