Todo mundo sabe que a especialidade dessas novas caras do humor no Brasil é o improviso. Não há dúvidas de que as celebridades que surgiram, por exemplo, do Pânico e do CQC, se notabilizaram por, apesar de um roteiro e uma pauta, terem certa liberdade de ir vir quando o assunto é a palavra. Tendo o improviso como linha de trabalho, alguns humoristas sentem alguma, ou bastante dificuldade quando o assunto é gravar falas pré-definidas, onde não é possível ter a liberdade de criação (ou mesmo o próprio improviso). E parece que desse mal sofrem algumas importantes celebridades que têm como base o humor. No caso, #Monica Iozzi, parece sofrer desse mal.

Publicidade
Publicidade

Com uma carreira muito focada em humor, suas cenas de dramaturgia na TV foram sempre repletas de improvisos. Há quem diga que quando ela foi escalada para o Vídeo Show, um de seus pontos altos na emissora Globo, a atriz e ex-CQC definiu o modelo do programa e o perfil dos apresentadores da atração dali em diante. Ficou claro que a arte de improvisar no programa da TV sobre a TV deveria ter como âncoras pessoas que tivessem a habilidade de transformar o assunto da pauta em sarcasmo, humor e tornar o programa mais amigável.

Desde então, Iozzi só cresceu na companhia. Ganhou uma série de humor, onde ela é a protagonista, que estreou batendo recordes de audiência, mas foi perdendo fôlego ao longo do caminho e nem mesmo Tony Ramos está sendo capaz de recuperar a série "Vade Retro".

Publicidade

Iozzi não decorou o texto

E agora ela fica no centro de uma pequena polêmica, segundo apurou o colunista de celebridades, Leo Dias, de O Dia. Numa gravação no hotel Maksoud Plaza, na capital de São Paulo, do longa-metragem "#Mulheres Alteradas", ela estaria dando trabalho para a direção, figurantes e equipe, pois não consegue gravar duas falas seguidas. Para quem não tem ideia do que isso significa, as equipes costumam trabalhar dez, doze horas seguidas em várias gravações, e, por conta de um ator que não decorou as falas, você sabe que não vai chegar mais cedo em casa.

Segundo Leo Dias, as cenas tiveram que ser regravadas diversas vezes.

Debochou de figurantes

A cena, que por conta do texto não decorado, teve que ser regravada várias vezes, era uma das últimas a ser gravada no dia e todos apresentavam aparência cansada, inclusive os figurantes (aqueles que ganham pouco, trabalham muito, não têm uma fala no filme e aparece desfocado na telas, sabe?). Por conta de suas aparências, Monica Iozzi usou de sarcasmo e debochou dos pobres figurantes dizendo que ali não era a série 'The Walking Dead', comparando-os a zumbis. E mesmo que fosse uma brincadeira, depois de tantas horas repetindo a mesma cena por conta de um único personagem errando as falas, a 'piada' não caiu nada bem no set.

Com roteiro de Caco Galhardo, o filme "Mulheres Alteradas" é uma adaptação da obra da cartunista Maitena Burundarena (argentina), que trata com bom-humor dos sujeitos na casa dos 30 anos de idade. #deboche