#Nelson Xavier morreu, na madrugada desta quarta-feira (10), aos 75 anos, na cidade mineira de Uberlândia. O ator tinha aproximadamente 50 anos de carreira e interpretou personagens marcantes como Lampião e Chico Xavier.

O ator vinha lutando contra um câncer no pulmão e perdeu a batalha para a doença nos primeiros minutos desta quarta-feira. Foi a filha do ator, Tereza Villela Xavier, que postou no seu perfil no Facebook a notícia de que seu pai havia falecido.

Ela também informou que o corpo de Nelson Xavier seria transferido para o Rio de Janeiro onde será cremado. O cemitério no qual será feito o velório ainda não havia sido escolhido pela família.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o portal G1, Nelson Xavier deu entrada no Hospital Santa Genoveva, na terça-feira (9), devido ao agravamento de uma doença pulmonar. Ele faleceu por volta da 0h45 desta quarta-feira. Em nota, o hospital informou que o ator faleceu junto com seus familiares, de maneira serena e sem sofrimento.

Nelson Xavier era natural de São Paulo, nasceu no dia 30 de agosto de 1941. Formado em Direito, se descobriu um amante das artes cênicas e então mudou de profissão. Na década de 1950, entrou para USP (Universidade de São Paulo), onde cursou a Escola de Artes Dramáticas. O ator também passou pelo Teatro Arena, responsável pela revelação de grandes talentos.

Carreira

Tímido, Nelson chegou a cogitar a possibilidade de trabalhar apenas nos bastidores dos espetáculos e por trás das câmeras de TV, mas o talento falou mais alto e ele se tornou um dos grandes atores da TV, cinema e teatro brasileiro.

Publicidade

Foram inúmeras peças de teatro, dezenas de filmes e novelas. Sempre dedicado e focado em seu trabalho, Xavier conseguiu se consagrar como um grande interprete brasileiro.

Um dos seus papeis de maior destaque na TV foi quando ele deu vida ao cangaceiro Lampião, na primeira minissérie da Globo realizada em 1982, que recebeu o nome de "Lampião e Maria Bonita". Na trama foi retratado os últimos seis meses de vida de Virgulino Ferreira da Silva.

Embora tenha participado de vários filmes de sucesso, entre eles "Dona Flor e seus Dois Maridos" (1976), "Eles Não Usam Black-Tie" (1981), "O Bom Burguês" (1979) e "Narradores de Javé" (2003), o personagem de Chico Xavier em 2010 e 2011 se destacou dos demais.

Nelson afirmou que, ao interpretar a vida do médium mineiro, houve uma revolução em sua vida. "Finalmente fiz o meu maior papel. Fui invadido por uma onda de amor tão forte, tão intensa, que levava às lágrimas”, afirmou. #TV Globo #Famosos