Caiu como uma bomba a matéria do site do Jornal O Globo que mostra trechos do depoimentos prestados Joesley Batista e o seu irmão Wesley, proprietários do frigorífico JBS, onde eles apresentaram gravações que comprovam que o presidente Michel Temer mandou comprar o silêncio de Eduardo Cunha na prisão.

É claro que a matéria foi destaque no #Jornal Nacional da TV Globo desta quarta-feira (17), os apresentadores #William Bonner e Renata Vasconcellos começaram o telejornal falando de mais uma grave crise política revelada por uma delação da #Lava Jato.

Contudo Willim Bonner no afã de dar as notícias sobre as denúncias envolvendo o presidente Michel Temer e Aécio Neves, ele cometeu uma grande gafe que imediatamente virou motivo de piada nas redes sociais.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o portal de notícias online R7, William Bonner chamou Michel Temer de ex-presidente e é claro que a internet não perdoa, mesmo ele fazendo a correção rapidamente, já era tarde demais. Imediatamente a gafe se tornou um dos assuntos mais comentados na web e vários memes surgiram nas redes sociais.

Veja o vídeo do momento em que William Bonner chama Temer de ex-presidente:

Como se diz na linguagem da web, a "internet tombou" com o deslize de Bonner e geraram milhares de comentários, veja aqui alguns deles:

Brincadeiras a parte a delação traz informações muito sérias e que deixa o Brasil em suspenso, ou seja, sem rumo.

Publicidade

Entenda:

Caso seja comprovado o teor do depoimento prestado pelos donos da JBS, que aconteceu na quarta-feira (10), para o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), o conteúdo das delações podem trazer consequências muito graves para a política brasileira, podendo gerar renúncias, prisões e impeachment.

As informações da delação premiada de Joesley e Wesley foram acompanhadas da entrega de gravações e vídeos em que Michel Temer e Aécio Neves aparecem em dialogos e imagens comprometedoras.

Um dos trechos mais polêmicos mostra uma conversa onde o presidente Temer onde ele ordena que se compre o silêncio de Eduardo Cunha, seu ex-aliado do PMDB, tentando prejudicar claramente a operação Lava Jato.

Em outro momento da delação aparece também uma gravação onde Aécio Neves aparece pedindo uma grande quantia em dinheiro para usar em sua defesa na Lava Jato.

Além das consequências no âmbito da política é claro que tal delação também vai prejudicar a retomada do crescimento do Brasil.

Publicidade

Infelizmente nós teremos pela frente mais dias difíceis.