Paula Fernandes é uma das cantoras mais conhecidas da atualidade. Inspirada em nomes como Roberta Miranda, a cantora mostrava talento já desde criança. No entanto, engana-se quem pensa que a vida da ídola do mundo #sertanejo foi fácil. Muito pelo contrário. As frustrações durante a carreira de uma das mulheres mais bonitas do país a fizeram entrar em depressão. Na época, Paula tinha dezoito anos e se culpava pela falta de sucesso e também pelo fato de que sua família passava necessidades em busca do sonho dela. Os pais acabaram, inclusive, separando-se durante esse período.

A revelação foi contada ao apresentador Márcio Garcia neste domingo, 7 de maio, durante o 'Tamanho Família', da Rede Globo de Televisão.

Publicidade
Publicidade

O nível de depressão era tão grande que, segundo a cantora, médicos chegaram a recomendar que ela tomasse remédios tarja preta. O objetivo era tentar controlar as crises que causavam pânico na cantora. Recentemente, a apresentadora Angélica revelou algo parecido. Em entrevista ao 'Bem Estar', a esposa do apresentador Luciano Huck disse que após um acidente de avião desenvolveu a 'Síndrome do Pânico' e começou a descontar seus problemas emocionais no marido e nos três filhos, Eva, Joaquim e Benício.



Na época da doença, a família de #Paula Fernandes estava dividida. Uma parte ficava com a cantora em São Paulo e, outra, seguia a vida no interior. Como as coisas na vida da artista demoraram a decolar, sua família não tinha mais condições de ficar em São Paulo e retornou para o estado de Minas Gerais, onde a artista nasceu, sem qualquer dinheiro.

Publicidade

Mal sabiam eles que, anos depois, o sonho seria realizado e os problemas financeiros iriam, finalmente, embora.



O depoimento de Paula pegou até muitos fãs de surpresa. Alguns não conheciam essa triste história tão a fundo. Muitos se pronunciaram através das redes sociais. "Muito bonito ela contar isso, já que, certamente, poderá ajudar muitas outras pessoas que passam por problemas parecidos e não tem para onde recorrer", disse um internauta. E você, o que pensa desse assunto? Deixe seu comentário. Ele é sempre importante.