#Eliana está vivendo momentos muito complicados com sua #gravidez de risco, estando afastada de todos os seus compromissos profissionais com o #SBT. Tal como informa o site do portal “UOL”, depois da apresentadora ter revelado que está acamada nos próximos tempos devido a um deslocamento da sua placenta, vários médicos consideram que essa anomalia grave é mais provável de acontecer nas mulheres acima dos 35 anos, como é o caso de Eliana, e que, caso aconteça já na segunda fase da gravidez, pode representar um perigo iminente para o bebê, mas também para a mulher, visto que pode levar à morte de ambas.

Foi com enorme surpresa e tristeza que Eliana, através das suas redes sociais, escreveu um texto muito emocionado, onde informava todos os seus seguidores que teria que abandonar de imediato todos os seus compromissos com a emissora do Sílvio Santos, tendo sido aconselhada, de forma urgente, a estar em repouso absoluto na sua cama para que esse deslocamento não agrave e não coloque ainda mais em risco a vida e a saúde da sua filha.

Publicidade
Publicidade

“Preciso salvar minha filha de um parto muito prematuro. Tive um descolamento da placenta. Sei que não depende só da minha vontade e do meu esforço, mas farei o impossível para trazer o meu fruto da melhor maneira”, escreveu de forma muito comovente, e com muito receio, Eliana, de 43 anos. Como garante o site do portal “UOL”, os médicos especialistas nessa anomalia garantem que é impossível dizer, pelo menos até agora, qual poderá ser a gravidade do descolamento da placenta da apresentadora visto que, em casos não tão graves, um pequeno descolamento não representa um grande perigo para o bebê. “Mas se for um descolamento grande e em uma região nobre, pode levar ao aborto natural ou ao parto prematuro do bebê se a gravidez for mais avançada”, confessou Corintio Mariani Neto, diretor da Federação de Ginecologia.

Publicidade

Nas redes sociais, muitos brasileiros, sobretudo fãs e seguidores da apresentadora do SBT, estão rezando e torcendo muito para que essa anomalia não represente algo de negativo para a bebê, mas também para a comunicadora, que não esconde o “medo” e a dor que está sentindo nesses momentos, sempre apoiada pelo seu noivo, Adriano Ricco. Lembrando que, antes mesmo dessa anomalia, aos 5 de meses de gravidez, Eliana já tinha confessado, em uma entrevista recente, que esteve que estar internada durante três dias, há cerca de dois meses, para fazer uma cirurgia e evitar o aborto de sua filha.